Ibaneis sinaliza que Comunicação será ponto forte

Em comunicação, nada se cria, tudo se copia. A frase é atribuída ao pernambucano Abelardo Barbosa, o Chacrinha, falecido em 1988. Ele foi um dos maiores comunicadores que o Brasil já produziu. Trata-se de uma adaptação da tese do químico francês Antoine Laurent Lavoisier, que morreu guilhotinado há 219 anos: “na natureza nada se cria, tudo se transforma”.

Ibaneis e Rollemberg. Fotos: Júlio Pontes e Renan Baffi

Recém-empossado governador, o brasiliense Ibaneis Rocha (MDB) dá sinais de que aprendeu com os erros e, principalmente, com os acertos de seus antecessores. Ao contrário de Rodrigo Rollemberg (PSB), que levou dois anos para apresentar uma logomarca, Ibaneis já assumiu incrementando a área de Comunicação. E foi buscar apoio na equipe que assessorou o ocupante mais popular da história do Palácio do Buriti, Joaquim Roriz, que morreu no ano passado.

Weligton Moraes Foto: reprodução

O governador prestigiou a equipe que o ajudou em sua campanha vitoriosa, especialmente no segundo turno. Nomeou o experiente jornalista Weligton Moraes secretário de Comunicação, sem abrir mão dos conselhos valiosos de seu amigo pessoal Paulo Pestana, dos conhecimentos da jornalista e advogada Cláudia Marques e da criatividade do publicitário Orlando Pacheco, um craque em eleger governadores e cuidar da imagem de gestores da Capital da República. Moraes já esteve no mesmo posto nas gestões de Wanderley Vallin, de Joaquim Roriz e de José Roberto Arruda.

Essa turma reunida por Ibaneis não é de brincadeira. Tanto é verdade, que já no segundo dia de governo apresentou uma bonita marca com um gracioso ipê amarelo e dizendo ao que veio: é tempo de ação. Ação que o governador mostrou nesta sexta-feira (4) ao lançar o programa SOS-DF. Não se trata exatamente de uma novidade, mas, sim, o aperfeiçoamento do que fizeram Roriz e Rollemberg, passando por Cristovam Buarque, Agnelo Queiroz e José Roberto Arruda. Todos deram essa arrancada, mas apenas Roriz teve fôlego até o final.

Lançamento do programa SOS-DF em Ceilândia hoje (4/1) Foto: Renato Alves

O evento que parou o centro de Ceilândia, na entrada do Sol Nascente e Pôr-do-Sol, dá visibilidade à gestão e cria uma expectativa positiva do que o novo governo pretende fazer para melhorar a qualidade de vida dos brasilienses. A ação – prometeu Ibaneis – chegará a todos os recantos do Distrito Federal, sempre privilegiando quem mais necessita. E não ficará restrita à infraestrutura: chegará à Saúde, à Educação e à Segurança, que serão o eixo da atual gestão.

Evento de laçamento do SOS-DF na Ceilândia (4/1) Foto: Renato Alves

A exemplo da “Operação Primavera” e do “Governo Itinerante” criados por Roriz, Ibaneis implementa, com o SOS-DF, um mecanismo de interação com a comunidade. E nomeou, para isso, um interlocutor: o experiente advogado Severino Cajazeiras será o secretário de Atendimento à Comunidade.

Ibaneis Rocha no comando do programa SOS-DF. Foto Renato Alves

Ou seja, o time está escalado e o treinador promete estar atento para cobrar resultados e promover eventuais substituições sempre que considerar necessário. Sem dúvida, um início de governo que reacende na população do DF a esperança. Agora, é torcer para que Ibaneis e sua equipe consigam manter o ritmo deste sprint inicial. E sem jamais esquecer o maior ensinamento do Velho Guerreiro: quem não se comunica, se trumbica.

Deixe um comentário