Ibaneis garante que abertura será com base científica

Governador Ibaneis Rocha (MDB). Foto: Agência Brasília

​O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse ao Brasília Capital que não está cometendo nenhuma precipitação ao autorizar o retorno de algumas atividades econômicas no Distrito Federal. Ele garante ter sobre sua mesa estudos científicos apontando que a capital da República está preparada para enfrentar a pandemia de covid-19 causada pelo novo coronavírus.

​“Até o final desta semana, teremos 300 leitos comuns e 321 Unidades de Terapia Intensiva (UTI) só para pacientes com diagnóstico confirmado de covid-19”, diz o chefe do Executivo local. Segundo Ibaneis, os hospitais públicos também já têm mais respiradores à disposição. “Ou seja, a rede está praticamente pronta”, assegura.

De acordo com infectologistas que assessoram o governador, “o vírus não vai sumir com o confinamento; o objetivo é que ele se dissemine com mais vagar, o que estamos alcançando com muito sucesso”. Ibaneis lembra que foi um dos primeiros a adotar medidas de isolamento “e que a reabertura vai ser feita devagar, com responsabilidade”.

A expectativa do GDF é autorizar o retorno às aulas nas escolas militarizadas – gestão compartilhada –, onde estudam cerca de 14 mil crianças e adolescentes e nos colégios militares da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. O entendimento é de que nessas unidades é mais fácil o controle.

“As escolas cívico-militares podem ser liberadas antes. É mais fácil ter controle. Saber qual aluno tem idoso em casa, ministrar noções de higiene e de cuidados especiais. Está na hora de começar a voltar à normalidade com a mesma responsabilidade com que decidimos fechar”, disse o governador, negando que esta seja uma exigência do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Deixe um comentário