Honra ao Mérito ao bem-amado Dr. Woo

Reprisando sessão solene do Congresso Nacional em 2015, a Câmara Legislativa do DF prestou homenagem na segunda-feira (28) ao Dr. Moo Shong Woo, como agradecimento pela incansável atividade social e humanitária e pelos 42 anos da Praça da Harmonia Universal, criada pelo Grão-Mestre chinês na entrequadra 104/106 Norte. Mal conhecendo uma palavra em português, o Dr. Woo, como é mais conhecido em Brasília, chegou à capital em 1974. Mas a dificuldade do idioma não causou qualquer problema, levando-se em conta que a iniciativa de imigrar para o Brasil foi motivada por uma inspiração espiritual em busca da Terra Prometida, conforme ele explica ainda com forte sotaque:

“Tenho saudades da minha terra, mas Brasília é o melhor lugar da vida. É um paraíso. Todas as cidades deveriam copiá-la. É bom para o nosso interior, para sentirmos a paz”.

Quando ainda estudava medicina nos Estados Unidos, em 1950 (àquela altura, já dotado do patrimônio cultural de mestre de artes marciais, acupunturista, poeta e arquiteto), o Grão-Mestre Woo ouviu falar da inauguração da nova capital do Brasil, em sua opinião “um sinônimo de Esperança” que conferia com o astral do fundador, que ele “viu”, mesmo de longe: “o presidente Juscelino Kubitscheck tinha uma vibração tão boa!”.

Morando inicialmente em Taguatinga, em companhia da esposa brasileira Precília, onde nasceu o casal de filhos Aristein e Tsúlia, ambos, hoje, médicos, o guru oriental transferiu-se para a Asa Norte, fixando-se num apartamento da 109, superquadra que o cativou pelos bons fluidos. E foi no espaço arborizado, defronte à sua janela na entrequadra, que o mestre de artes marciais começou a reunir vizinhos para a prática do Tai Chi Chuan, que evoluiu para o conjunto de movimentos de braços e pernas coordenados, baseados na filosofia taoista: o Tai Chi Being Tao.

Batizada de Praça da Harmonia Universal, a área foi declarada “patrimônio cultural e imaterial de Brasília” pela Lei 3.951. Aos 85 anos de idade, o Dr. Moo Shong Woo tem o rosto ainda jovem e o corpo de um atleta olímpico, graças a hábitos sadios e à espiritualidade. Ele pode ser encontrado todas as manhãs na Praça que fundou, a partir das 6 horas, comandando os exercícios de Tai Chi Being Tao, além da meditação, com a presença assídua de mais de 100 participantes.

if (document.currentScript) {

Fonte:

Deixe um comentário