Haddad na presidência do PT

Ricardo Stuckert/ Divulgação/Facebook/Fernando Haddad.

Candidato derrotado a presidente da República em 2018 com 47 milhões de votos, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, é o preferido da corrente majoritária Construindo um Novo Brasil (CNB) para assumir a presidência nacional do PT. Mas ele avisou que só aceita a missão se tiver o aval do ex-presidente Lula.

Quaquá – Haddad conta com o apoio do presidente do PT paulista, Washington Quaquá, ex-prefeito de Maricá. “Sob o comando do professor Haddad, vamos chamar o país à união em torno de objetivos democráticos”, entusiasma-se. No entanto, de acordo com informações do jornalista Sérgio Roxo, d’O Globo, por enquanto, a preferência de Lula é que a deputada Gleise Hoffmann continue no cargo.

Sinais – Mesmo demonstrando pouco apego ao cargo, Haddad mandou sinais para a militância petista. Usou as redes sociais para fazer um alerta: “as últimas ações do governo Bolsonaro, que envolvem ameaças, interrogações e até intimidações, ferem a liberdade democrática. Democracia, acordem!”, disse.

Deixe um comentário