Guedes tenta amenizar ataque a servidores

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu desculpas, nesta segunda-feira (10), por ter comparado servidores públicos com parasitas. O pedido foi feito por meio de mensagens enviadas a jornalistas, amigos e familiares no aplicativo Whatsapp.

Nas mensagens, o ministro afirmou que a frase foi tirada de contexto e que sua intenção não foi ofender. “Eu me expressei muito mal, e peço desculpas não só a meus queridos familiares e amigos, mas a todos os exemplares funcionários públicos a quem descuidadamente eu possa ter ofendido”, disse Guedes.”O erro é sistêmico e não é culpa das pessoas que cumprem os seus deveres profissionais como é o caso da enorme maioria dos servidores públicos”, acrescentou.

Na última sexta-feira (7), em um discurso em defesa da necessidade de uma reforma administrativa, o ministro disse que o governo gasta 90% da receita toda com salário e é obrigado a dar aumento. “O funcionalismo teve aumento de 50% acima da inflação, tem estabilidade de emprego, tem aposentadoria generosa, tem tudo, o hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita, o dinheiro não chega no povo e ele quer aumento automático, não dá mais”, disse Guedes.

Para analistas, a polêmica pode prejudicar a aprovação da reforma administrativa. O governo promete enviar o texto ao Congresso ainda nesta semana com as novas regras para regular o desempenho funcional do servidor do Executivo da União. Entre as mudanças propostas está o fim da estabilidade no serviço público federal.

Deixe um comentário