Governo quer ceder estacionamentos no centro de Brasília a gestor privado

Segundo o projeto inicial, a ideia é compartilhar a gestão das vagas disponíveis nas áreas mais movimentadas da capital. Com a concessão, as empresas poderiam reformar os estacionamentos, investir em infraestrutura e manutenção –  em contrapartida, também poderiam cobrar por hora no local.

O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio), Adelmir Santana, diz aprovar a medida. Ele sugere que um tempo limite de duas horas deve ser adotado pelas empresas.

“Quanto mais circulam pessoas, mais possibildiade há de se fazer negócio e, naturalmente, vai se melhorar o resultado de vendas, o resultado de serviços e vai ser bom para todos nós”, diz.

O Secretário de Mobilidade, Marcos Dantas, afirma que a ideia deve ser colocada em prática até o fim do ano. “É um projeto urgente que começamos a trabalhar desde dezembro e esperamos até o final do ano ter uma conclusão desse processo”, diz.

Outra proposta do governo é criar bolsões com vagas nos principais pontos turísticos e de movimentação da cidade, como o Parque da Cidade, o Mané Garrincha, a antiga Rodoferrovíaria e nos terminais da Asa Sul e Asa Norte.

Espaços onde o GDF estuda criar estacionamentos (Foto: Google Maps/Reprodução)
Estacionamentos de grandes prédios públicos e áreas movimentadas que devem ser cedidos ao gestor privado (Foto: TV Globo/Reprodução)

 


UnB oferece 150 vagas em curso para alunos com 40 anos ou mais

Lançamento do projeto Residência Oficial de Águas Claras de Portas Abertas

Fonte:

Deixe um comentário