Goleiro Bruno e ex-mulher vão a júri popular

Julgamento havia sido adiado e a previsão agora é de que dure cinco dias. Sete jurados vão definir o destino dos acusados pela morte de Eliza Samúdio em 2010

Goleiro Bruno e Dayanne sentados à frente de Macarrão, no ano passado: destino dos dois réus será definido por sete jurados (Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
Goleiro Bruno e Dayanne sentados à frente de Macarrão, no ano passado: destino dos dois réus será definido por sete jurados

Desta vez, apenas o goleiro Bruno e a ex-mulher dele, Dayanne Rodrigues, vão sentar no banco dos réus. Nesta segunda-feira (4/3) será o júri popular dos dois, pela morte e ocultação de cadáver da ex-amante do jogador Eliza Samúdio e pelo sequestro e cárcere privado do filho da jovem, Bruninho. Os crimes, segundo a polícia, ocorreram em 2010.

Sete jurados decidirão o destino dos réus no Fórum de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O júri será presidido pela juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues. A data do julgamento foi adiada em novembro pela juíza. À época, ela alegou dificuldade de compor o Conselho de Sentença em janeiro, porque muitos jurados estariam de férias. No mês de fevereiro também seria difícil, por causa do carnaval. A previsão é de que o caso seja visto em cinco dias. 

Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário