GDF vai criar universidade tecnológica

Foto: Lorrane Oliveira

Brasília vai ganhar uma universidade tecnológica distrital até o final de 2020. O anúncio foi feito pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) nesta quinta-feira (19) durante a assinatura do termo de cessão de uso de um dos blocos do Parque Tecnológico de Brasília – BIOTIC, na Granja do Torto. O espaço será ocupado pelo Banco de Brasília (BRB). No mesmo evento, o GDF firmou um termo de cooperação com a Rede D’Or e com o hospital Santa Lúcia, dentro do projeto Adote uma Praça, para revitalização do Setor Hospitalar Sul.

Com essas iniciativas, somadas ao lançamento de obras por todas as cidades do Distrito Federal, o governador estima que serão criados cerca de 40 mil novos empregos diretos em Brasília ao longo de 2019. “Viemos para fazer a diferença. Temos certeza de que, ao final dos nossos quatro anos de mandato, a população poderá observar que alguma coisa mudou em nossa cidade”, reforçou Ibaneis.

 O presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, explicou que havia uma defasagem tecnológica no banco, e que, no primeiro momento, o plano de ação fez com que alcançasse o patamar equivalente a todas as outras grandes instituições financeiras do país. “Mas ainda sentíamos necessidade de ter uma presença maior no campo da inovação”, disse Costa.

Segundo o secretário de Projetos Especiais, Everardo Gueiros, nos parques tecnológicos é onde está o futuro da geração de emprego e de desenvolvimento do País. “Em alguns anos, a Biotic será uma realidade e um orgulho para nossa cidade, que poderá se transformar no ‘vale do silício’ do Brasil”. O presidente do BRB afirmou que o Programa é direcionado a transformar Brasília em um centro de atração e fixação de startup‘s, principalmente dos ramos de finanças, as chamadas fintechs, seguros e também no campo de governo.

O propósito, segundo Paulo Henrique Costa, é estimular o empreendedorismo voltado às novas tecnologias para desenvolver a economia, resgatando a Lei Orgânica do DF, que estabelece que um dos objetivos de Brasília é ser um polo de desenvolvimento tecnológico, ajustando nossa economia aos novos tempos. “Transformar o banco em um parceiro prioritário do governo e dos empresários que estão pensando em desenvolvimento tecnológico e digital é uma das nossas metas”, disse o presidente do BRB, informando que o aporte inicial será de R$ 15 milhões.

 Na próxima semana, o BRB vai lançar um edital de seleção para as empresas que, segundo Paulo Henrique Costa, devem possuir soluções para cinco eixos: eficiência operacional, experiência do cliente, meios de pagamento, soluções para o governo e produtos de seguridade.

Outros Projetos em andamento

Durante o lançamento, o presidente do parque tecnológico BIOTIC, Gustavo Dias, anunciou que a Terracap delimitou o espaço destinado à Universidade Distrital. O governador Ibaneis Rocha afirmou que a população precisa de um ensino público de qualidade e que está colocando em prática, com o apoio dos empresários, diversos projetos de melhoria para o DF.

Deixe um comentário