GDF suspende mudanças na educação

O governador Agnelo Queiroz anuncia, até amanhã, que o sistema de ciclos no 4º e no 5º anos e a semestralidade no ensino médio não serão adotados agora. Ele quer discutir melhor o novo modelo com a sociedade, antes de implementá-lo. As aulas começam hoje

Diretor do Centro de Ensino Médio 111, no Recanto das Emas, Paulo Vinícius Soares Sanches fez todas as mudanças necessárias à semestralidade (Edilson Rodrigues/CB/D.A Press)
Diretor do Centro de Ensino Médio 111, no Recanto das Emas, Paulo Vinícius Soares Sanches fez todas as mudanças necessárias à semestralidade
A rede pública de ensino do Distrito Federal dá início ao ano letivo, hoje, sem as mudanças anunciadas pelo GDF em janeiro. O governador Agnelo Queiroz já comunicou a interlocutores o adiamento da adoção do sistema de ciclos na educação básica e da semestralidade no ensino médio. Até amanhã, o chefe do Executivo anunciará a suspensão das alterações. A tendência é que elas fiquem para o currículo escolar de 2014.

Várias entidades representativas se manifestaram contrárias à proposta do governo. Os professores reclamam da falta de conhecimento dos detalhes da medida e da ausência de debate com a categoria. O Conselho de Educação do DF rejeitou a ideia, alegando pressa do GDF em aplicá-la. Em sessão realizada na quarta-feira passada, sete dos 10 conselheiros recusaram a determinação. Os outros três ficaram impedidos de votar por serem da própria pasta e, portanto, parte interessada. Ainda assim, apenas a primeira instância do processo aconteceu. Os conselheiros avaliaram que a proposta não é ruim por si só, mas precisa ser amadurecida e debatida com calma. 


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário