GDF perde milhões por falta de execução de obras

O senador Izalci Lucas (PSDB/foto) está preocupado com o desperdício de dinheiro pelo Governo do Distrito Federal por falta de execução de obras com os recursos de emendas parlamentares impositivas da bancada de Brasília no Congresso Nacional.
Na quinta-feira (4), o tucano se reuniu com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Duarte Guimarães, para evitar a devolução de R$ 124 milhões destinados ao Hospital do Câncer. Guimarães garantiu que cobrará do GDF os projetos para poder autorizar os repasses, sem prejudicar a Capital federal.
Restos – Para evitar tamanho prejuízo, o senador cobrou do governador Ibaneis Rocha (MDB) e do secretário de Fazenda, André Clemente, a documentação e os projetos exigidos por lei. Além disso, até terça-feira (9), trabalhará pelo contingenciamento de R$ 132 milhões de emendas da bancada local para 2019.
Izalci é um dos três remanescentes da representação brasiliense no Congresso, juntamente com a deputada Érika Kokay (PT) e o senador José Antônio Reguffe (sem partido). Conhecedor das propostas apresentadas em 2018, ele identificou que outros R$ 300 milhões de emendas do ano passado podem ser devolvidos à União por falta de projetos.
Ministério – Mesmo trabalhando intensamente no Senado, Izalci articula para ser o substituto do ministro da Educação, Vélez Rodrigues. Conta com o apoio da bancada cristã (evangélicos e católicos) e aguarda o convite do presidente Jair Bolsonaro (PSL), seu colega de parlamento durante muitos anos. Quem torce por um desfecho positivo é o advogado Luís Felipe Belmonte, marido da deputada Paula Belmonte (PPS), primeiro suplente do tucano.

Deixe um comentário