GDF beneficiará 2,5 mil pessoas

Dois contratos foram assinados, ontem (8), entre o GDF e entidades de agricultores familiares, no valor de R$ 1,8 milhão, para aquisição de frutas, verduras e legumes que alimentarão 2,5 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social. A cerimonia ocorreu durante o programa “GDF Junto de Você” em Planaltina.
“Com a assinatura desses contratos, os alimentos orgânicos adquiridos pelo governo atenderão cinco mil famílias até 2014. Fazendo a compra através da Agricultura Familiar, valorizamos a produção local, ao mesmo tempo que oferecemos produtos de qualidade a quem mais precisa”, declarou o governador Agnelo Queiroz.
A Cooperativa Agrícola da Região de Planaltina (Cootaquara) e a Associação dos Trabalhadores Rurais da Agricultura Familiar da Fazenda Chapadinha (Astraf), de Sobradinho, foram as entidades beneficiadas. Ambas tem um total de 53 agricultores, que fornecerão os alimentos a Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest).
Para a representante da Astraf e agricultora familiar, Maria do Carmo, o contrato incentiva a produção local e garante uma estabilidade maior ao trabalho dos funcionários.
“Queremos agradecer a oportunidade de mostrar como nosso trabalho é bom. Isso não só aumenta a produção, como também o consumo de produtos orgânicos frescos”, comentou.
Segundo o secretario da Sedest, Daniel Seidel, os contratos tem previsão de durar um ano, prorrogável por igual período.
“A Sedest é a maior compradora de alimentos da agricultura familiar no DF, para atender as famílias em vulnerabilidade social. Apenas neste ano, os contratos ultrapassaram a casa dos milhões”, informou Seidel.
Durante a cerimonia, agricultores familiares entregaram cestas com os alimentos retirados de suas hortas para os representantes do governo local e demais autoridades presentes na arena principal do “GDF Junto de Você”, localizada próximo a Administração Regional de Planaltina.
PAPA-DF – A compra direta dos alimentos dos agricultores pelo GDF somente é realizada devido ao Programa de Aquisição da Produção da Agricultura do Distrito Federal (Papa-DF).
A medida garante a compra, por dispensa de licitação, de produtos alimentícios e não alimentícios, como flores e artesanato, vindos de agricultores familiares e suas entidades, para atender as demandas dos órgãos da estrutura administrativa do GDF.
“Já temos contratos no âmbito do Papa-DF que totalizam R$ 20 milhões, isso contando desde a sua implantação em 2012″, informou o secretario de Agricultura, Lucio Valadão.
”O programa garante que os produtores vendam produtos, no caso para o governo, e o governo garante a alimentação adequada a todas as famílias em situação de vulnerabilidade. Hoje a integração é tão grande que unimos as duas pontas: quem produz o alimento e quem necessita dele”, ressaltou Agnelo Queiroz.
Em 2013 esta em andamento uma nova chamada para a compra de produtos lácteos, em contratos que podem chegar até R$ 13,1 milhões. Com isso, é prevista a ampliação no mercado de produtos como leite pasteurizado, bebida láctea de coco e chocolate, iogurtes e queijos.

Fonte:

Deixe um comentário