Fugindo dos padrões

A “Anti-Agency” vem tendo bastante repercussão no mundo da moda. Ao contrário do que pensa a maioria, não é mais uma agência que segue os cruéis padrões de beleza desse meio, mas, sim, uma inovação no que diz respeito à estética. Com uma casting de modelos que não se encaixam nos padrões de peso, altura e visual, a proposta da empresa é de trazer a beleza de forma alternativa e também dar oportunidade a jovens que não conseguiram entrar numa agência de modelos, por não se enquadrarem às suas exigências.

Fundada em 2013 por Pandora Lennard e Lucy Greene, a agência seleciona jovens com base na personalidade, estilo e talento individual, que podem representar o público-alvo das empresas. Algumas seleções são feitas na rua. Muitas vezes, nem as medidas são tiradas, o que é fundamental em outros lugares.

“Não faço a mínima ideia do que é a beleza, mas sei que a inteligência, paixão e tudo o que nos faz únicos são qualidades que podem fazer com que alguém seja atrativo. Não procuramos manequins, mas gente com estilo e personalidade que ofereça algo mais”, conta Pandora Lennard.

Fonte:

Deixe um comentário