Frejat se despede à lá Zidane

Momento em que Zidane dá cabeça em Materazzi. Foto: Peter Schols/ Reuters

Na manhã desta terça-feira (17), o ex-secretário de saúde Jofran Frejat desistiu de ser candidato ao Governo do Distrito Federal. Frejat liderava todas as pesquisas de intenção de voto, mas alegou sofrer pressão de aliados que pretendiam tomar decisões por ele durante a campanha e, eventualmente, no governo.

As semelhanças, guardadas as devidas proporções, entre Frejat e o jogador de futebol francês Zinedine Zidane, não se limitam às quatro linhas dos gramados e, tampouco, aos poucos fios de cabelos que ambos ostentam.

A última aparição do experiente Zizou (como é chamado o francês pelos fãs) nos gramados, foi na final da Copa do Mundo de 2006. Aos 34 anos, o craque revidou às provocações do adversário italiano, Marco Materazzi, que xingou sua irmã. Irritado, o francês desferiu uma violenta cabeçada no peito de Materazzi.

Zidane, assim como Frejat, teve poucas polêmicas em sua duradoura e vitoriosa carreira. Jamais foi desleal com adversário e despediu-se dos campos de maneira gloriosa: Perdeu o jogo, mas entrou para a História.

Ao aposentar-se, o meio-campista saiu de campo tornou-se treinador. Em pouco tempo, como técnico do Real Madrid, conseguiu mundial reconhecimento e títulos importantes.

Frejat, assim como Zidane, foi considerado velho demais para disputar o que pretendia. Sempre foi íntegro e leal com companheiros e adversários; e saiu da disputa de forma honrosa, mesmo que venha a perder o jogo.

O político agora deve seguir os passos do francês: Não mais jogar, porém apoiar e compor um futuro elenco. Resta saber se Jofran vai querer escalar o time, como faz Zidane e como seus pseudo-aliados quiseram fazer com ele.

Fonte:

Deixe um comentário