Fraude no DFTrans causa prejuízo de R$ 1 bi

DIVULGAÇÃO/PCDF

 

Irregularidades no Sistema de Bilhetagem Automática (SBA), do DFTrans, podem ter gerado prejuízo maior que R$ 1 bilhão aos cofres públicos. Serão cumpridos até 45 mandados de prisão na manhã de hoje (15), solicitados pela operação da Polícia Civil e do Ministério Público do DF e Territórios.
Segundo as investigações, o esquema funcionava desde 2014, quando o auditor Pedro Jorge Brasil, preso nesta quinta, era lotado no DFTrans. A fraude consistia em descarregar os créditos de cartões de vale-transporte nos validadores sequencialmente e em linhas diferentes. As empresas eram de fachada e os trabalhadores fantasmas.
A investigação aponta que Pedro, desde 2014 na Subsecretaria de Fiscalização, Auditoria e Controle (Sufisa), da Secretaria de Mobilidade, seria o líder do esquema. O papel dele era vincular falsos funcionários ao recebimento do vale-transporte. Ele contava com outros servidores para alimentar o sistema com informações falsas.
O auditor, que  recebe R$ 19 mil mensais por seu trabalho, poderia desviar até R$ 500 mil em uma semana, fraudando nomes e empresas.
Pelo menos 300 policiais participam da operação. As prisões estão sendo feitas no Distrito Federal, em Valparaíso (GO), na Cidade Ocidental (GO), em João Pessoa (PB) e no Recife (PE). Há busca e apreensão na garagem da Viação Pioneira, no Gama, e em unidades do DFtrans.

Fonte:

Deixe um comentário