Frango com batata doce

Certamente, em algum momento da vida você já viu alguém servindo no prato, frango com batata doce e justificando que estava de dieta. Também já deve ter flagrado uma marmitinha com esses mesmos alimentos.

Isto pode ter lhe criado a imagem de que frango com batata doce faz parte do mundo fitness. Afirmo isso porque nós, nutricionistas, que atendemos em consultório e estamos antenados às redes sociais escutamos isso a todo momento. Inclusive, recebi um pedido de leitor para escrever sobre o assunto. Então vamos lá…

Por que essa combinação ficou tão popular? Quem faz exercícios e almeja aumentar a massa muscular precisa de uma proporção que gira em torno de 3 por 1 de carboidratos e proteínas. Considerando que a batata doce cozida apareceu na lista de alimentos com baixo índice glicêmico, ela naturalmente se tornou a queridinha de muitos nutricionistas, por ofertar uma quantidade significativa de carboidratos complexos, o que é fundamental para o estímulo de insulina e para o ganho muscular.

Porém, sem ter grandes picos, ou seja, não faz com que a gente tenha um acúmulo exagerado de gordura (claro, que tudo depende da quantidade e do estímulo do treino). Além disso, o frango é um alimento proteico de alto valor biológico, saboroso e prático, o que fez com que caísse no gosto do pessoal do mundo fitness.

A pergunta é: somente essa combinação dá certo para o ganho de massa muscular? Claro que não! Aliás, ter uma alimentação variada faz toda a diferença não só para os resultados estéticos, mas também para a saúde. Outras combinações têm o mesmo efeito do “frango com batata doce”.
Quer saber mais? Procure um nutricionista!

Deixe um comentário