Felicidade e programação existencial

Nestes tempos, em que se procura uma profissão apenas pelo dinheiro, não é de se estranhar o grande número de pessoas infelizes e deprimidas, muitas delas devido à insatisfação com a profissão ou ocupação, longe de sua programação existencial.

Mestre Osho, no livro “Alegria – A Felicidade que Vem de Dentro”, analisa, com sabedoria, este tema, e dá sua contribuição para superação e vivência feliz. “A felicidade acontece quando você se encaixa na sua vida, quando se encaixa tão harmoniosamente que tudo o que está fazendo é a sua alegria. Tudo o que você faz com felicidade é uma prece.

“Se você não puder desfrutar o seu trabalho, mude-o. Ninguém mais pode decidir por você. Você precisa tomar sua vida em suas próprias mãos. Se não for assim, a vida ficará batendo em sua porta.

“Se era pra você ser dançarino, a vida virá a partir dessa porta, mas você é banqueiro, engordando sua conta bancária. Não obstante, seu destino pode encontrá-lo apenas de uma maneira, e essa é o seu florescimento interior, como a existência queria que você fosse.

“A menos que encontre sua espontaneidade, sua natureza, você não pode ser feliz. As motivações que você aprendeu a aceitar como suas, não são suas, não preenchem seu destino e vão contra a sua natureza, contra seu temperamento.

“A felicidade nada tem a ver com sucesso, ambição, dinheiro, poder e prestígio. Felicidade tem a ver com a sua consciência. Ser feliz significa uma mudança drástica em seu modo de vida, uma descontinuidade com o passado.

“Viemos de mãos vazias e partiremos com as mãos vazias. Uma educação de verdade não lhe ensinará a competir, ela lhe ensinará a cooperar, ser criativo, amoroso, alegre, sem se comparar com os outros.

“O ego não pode trazer nada de extraordinário ao mundo; o extraordinário vem apenas por meio da ausência do ego. A pessoa ambiciosa é a mais infeliz do mundo. Esteja no mundo e seja sagrado. Crie o clima no qual todos possam ter um pouco de alegria. Assim, você se torna um campo magnético e atrairá o próprio paraíso”.

Jesus disse: “os últimos neste mundo serão os últimos no Reino de Deus; e os últimos aqui serão os primeiros lá”.

One Response

  1. O agir expectativo sempre no futuro deixa muitas pessoas constantemente insatisfeitas, pois assim acabam não percebendo a realidade. A ganância traz a ilusão de um futuro que nunca chegará pois sua percepção nunca está no presente momento. O melhor da festa não é esperar por ela, é experimentar e apreciá-la enquanto dura.

Deixe um comentário