Fashion Rio primavera-verão 2013/14


image (1)

A temporada primavera-verão 2013/14 apresentada no Fashion Rio foi um arraso! O evento mostrou uma pitada do que vamos ver nas ruas brasileiras nesta estação. O que se viu foi muita sobreposição com transparência (de novo!), maxi estampas (como poás e animal prints), grandes babados e o já conhecido hit p&b.

Um dos primeiros shows, 2nd Floor, estava recheado de referências da Pop Art e começou o desfile com as modelos no estilo enfermeira, com direito a chapéu e bolsa. Foi uma releitura da maleta de médico.

Já nos pés, o creeper, hit gringo, é responsável pelo toque fashionista. Além das sobreposições de transparência, a marca apostou nos maxi poás, que remetem aos quadros de Roy Lichtenstein – artista do movimento pop art -,  o que deixa a apresentação com clima mais despojado.

A primavera-verão 2013/14 da ‘Filhas de Gaia’ foi inspirada na região da Andaluzia (Espanha). Muitos babados, em versão p&b ou coloridíssimos, pantalonas, saias godês e mangas volumosas marcaram os desfiles.

A dupla Renata Salles e Marcela Calmon foca bastante na mulher espanhola passional e exagerada, trazendo muitas fendas e decotes profundos. Na cartela de cores a marca varia do p&b ao azul, fúcsia, verde e melancia.

Nos dias seguintes, o que se viu foram mais elementos com a cara da estação: shapes mais soltinhos, como nos vestidos e shorts desfilados pela Cantão, ou mais justos, vistos na Espaço Fashion e Sacada, que também ousaram em looks com barriguinha de fora.

Nas apostas de Oh,boy!, TNG e cantão, as franjas, antes aplicadas nas bolsas e sapatos, estarão presentes também nos vestidos, saias, blusas e jaquetas. As estampas vieram diversificadas, partindo das formas geométricas ao tropicalismo nacional; ou do animal print aos florais. Tudo mixado mesmo, sugerindo estampas da cabeça aos pés.

Dentre as novidades, destaque para Iódice, que em sua estreia na Fashion Week carioca levou um ar diferente do que respira há alguns anos. A mulher sensualíssima deu vez à feminilidade mais sutil, limpa e leve. Seja nos cortes estrategicamente discretos ou na cartela de cores em preto e branco, passando também pelo rosa e pelo verde clarinhos, quase nude.

 

Por João Lobato & Rebeca Borges

Deixe um comentário