Famoso assaltante de bancos é preso em Arniqueiras

A Polícia Civil prendeu J.R.S.S., 58 anos, na residência dele no Setor Arniqueiras. Ele é ex-integrante da extinta facção criminosa “Serpentes Negras”, do Estado de São Paulo, que seria para muitos, o embrião da facção PCC. Ele foi preso em cumprimento a mandado de prisão condenatória, pela prática de diversos assaltos a banco.

A carreira criminosa dele começou ainda no final da década de 70. Ele chegou a ser preso em diversas ocasiões, contando, segundo ele próprio, com 12 fugas dos diversos estabelecimentos prisionais por onde passou.

O assaltante passou as duas últimas décadas do século passado desenvolvendo intensa atividade, inclusive em parceria com criminosos do Comando Vermelho. Nesse particular, vale lembrar o assalto realizado contra uma empresa de valores na cidade de São José/SP, em 1996, ocasião em que J.R.S.S. e seus parceiros do CV foram responsáveis por aquele que foi considerado, durante anos, o maior assalto da era “Real” (R$ 6 milhões em valores da época).

Recentemente, J.R.S.S. foi condenado pela prática de um roubo a uma mineradora de Minas Gerais, fato ocorrido em 2005, em que foi subtraída grande quantidade de explosivos. Não por coincidência, foi nesse período que se iniciou uma modalidade de crime endêmica em todo o território nacional, consistente na prática de furtos de caixas eletrônicos mediante explosão, modalidade criminosa difundida na última década.

J.R.S.S. conta com condenações penais que superam a soma dos 150 anos, e já ficou aproximadamente 20 anos atrás das grades.