Famílias de Ceilândia e Itapoã ganham sabonetes

Doações foram feitas em mais de 300 residências nas duas cidades. Foto: Divulgação

Mais de 300 famílias de Ceilândia e do Itapõa foram atendias no último fim de semana pela campanha de doação de sabonetes da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb). O objetivo é ajudar essas pessoas a manter os padrões de higiene adequados ao combate ao novo coronavírus.

As famílias atendidas têm crianças e adolescentes atendidos pelo Projeto Golfinho, uma iniciativa social da Caesb. Nesta segunda rodada de doações da Caesb nas duas cidades, cada núcleo familiar recebeu 12 unidades de sabonetes. Além de famílias de Ceilândia, do Itapoã e do Paranoá, a Caesb doou, nos últimos meses, sabonetes para o Instituto Solidário de Ceilândia, o Lar dos Velhinhos e o instituto El Shadai.

A ação solidária da empresa foi lançada em 5 de maio. A meta inicial era arrecadar 20 mil sabonetes e barras de sabão. Mas, com o sucesso da iniciativa, que envolve empregados da ativa e aposentados da Caesb, a campanha foi estendida por tempo indeterminado. “A Caesb prorrogou a campanha solidária por tempo indeterminado porque os cidadãos, com muita empatia, têm apoiado nessa ajuda tão valiosa para as famílias em vulnerabilidade social no DF”, explicou o presidente da estatal, Daniel Rossiter.

Além dos empregados e aposentados da Caesb, já colaboraram com a campanha os associados da Caesb Esportiva e Social (Caeso), equipes do Parque Tecnológico de Brasília (Biotic) e da Secretaria de Comunicação do GDF, militares das Forças Armadas, as empresárias Heloísa Helena e Pollyana Prudente, a Drogaria Brasil, o servidor do TJDFT, Michael Xavier, a Mirante Incorporações, o shopping DF Plaza, a Rede D’Or, psicólogos e neurocientistas da HeartBrain, o Instituto Plástica Oclusal- IPO Palmieri, a ótica Audrey Brants, o grupo de motociclistas Loucos do Cerrado, advogados e pessoas anônimas que estão deixando suas doações nos pontos de coleta.

Os itens de higiene pessoal continuam sendo recebidos nas portarias das unidades Sede e SIA da Caesb, na sede do Biotic e na ótica Audrey Brants, na Asa Sul.

O Projeto Golfinho tem como principal objetivo a construção da cidadania de crianças em situação de vulnerabilidade. Foto: Divulgação

Golfinho – O Projeto Golfinho é desenvolvido pela Caesb há 18 anos e tem como principal objetivo a construção da cidadania de crianças em situação de vulnerabilidade, tanto financeira quanto emocional, por meio do esporte e de apoio pedagógico para atividades escolares.

Deixe um comentário