Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UnB faz 50 anos

Cláudia Naves Amorim e José Manuel Morales Sánchez, vice-diretora e diretor da FAU: espaço com pé-direito duplo (Daniel Ferreira/CB/D.A Press)
Cláudia Naves Amorim e José Manuel Morales Sánchez, vice-diretora e diretor da FAU: espaço com pé-direito duplo

Lá se vão mais de 50 anos desde que a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) abriu as portas. Foi uma das primeiras criadas na recém-inaugurada Universidade de Brasília. Nasceram quase juntas e personificaram a ousadia de quatro grandes intelectuais brasileiros. A FAU, apadrinhada por Lucio Costa e Oscar Niemeyer, germinou o modelo de ensino visionário de Anísio Teixeira e Darcy Ribeiro. Os ateliês — dos poucos espaços na UnB que ainda preservam o pé-direito duplo e a integração da convivência entre calouros e veteranos — são testemunhas de embates políticos, resistência à ditadura, vanguarda no ensino e defesa dos ideais que ergueram Brasília.

Das salas que até hoje abrigam a faculdade, no centro da Ala Norte do Instituto Central de Ciências (ICC), partiu uma revolução na forma de ensino superior que mais tarde se estenderia a todo o país.


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário