Ex-presidente Carlos Menem é condenado por tráfico de armas

O crime de contrabando agravado contempla penas entre 4 e 12 anos de prisão

Ex-presidente argentino Carlos Menem

Ex-presidente argentino Carlos Menem (Quique Kierszenbaum/Getty Images)
ex-presidente argentino Carlos Menem (1989-99) foi condenado nesta sexta-feira pela Câmara de Cassação do país por contrabando de armas ao Equador e à Croácia durante seu mandato. O alto tribunal penal argentino também considerou culpado o ex-ministro da Defesa Oscar Camilión por “contrabando agravado de 6.500 toneladas de armamento e munições à Croácia e Equador”. As penas ainda não foram fixadas.
Menem e Camilión haviam sido absolvidos em 2011 por um tribunal que julgou o caso do tráfico de armamentos, mas, na apelação, a Câmara de Cassação decidiu nesta sexta-feira anular a decisão e pedir aos juízes desta instância que fixem o montante da pena. “O contrabando foi considerado agravado por se tratar de material bélico e por ter sido realizado com a participação de funcionários públicos”, segundo a decisão.
Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário