Ex-governadores Rosinha e Garotinho são presos novamente

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Polícia Civil do Rio de Janeiro cumpriu nesta quarta-feira (30), mandados de prisão contra os ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Matheus. A decisão foi tomada pela 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça. O casal estava em casa, na Zona Sul do Rio.

Os dois já haviam sido presos em setembro deste ano, acusados de participação em um esquema de superfaturamento em contratos celebrados entre a Prefeitura de Campos e a construtora Odebrecht, durante os dois mandatos de Rosinha como prefeita da cidade, entre 2009 e 2016. Porém, foram soltos no dia seguinte, por um habeas corpus concedido pelo desembargador Siro Darlan.

Nesta terça, desembargadores da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio cassaram a decisão a pedido do Ministério Público, que alega que eles estão interferindo nas investigações.

Garotinho foi governador do estado do Rio de Janeiro entre os anos de 1999 e 2002, já sua esposa, Rosinha, governou o estado de 2003 a 2006. Em nota, a defesa do casal afirmou que a prisão é ”ilegal e arbitrária, pautada apenas em suposições e conjecturas genéricas sobre fatos extemporâneos”.

Deixe um comentário