EUA discute reforma da lei de imigração

Em três meses, a Câmara de Representantes (o equivalente à Câmara dos Deputados no Brasil) dos Estados Unidos vai apreciar o projeto de reforma migratória. O deputado por Wisconsin Paul D. Ryan (Partido Democrata) disse que serão discutidas questões sobre fronteira e a obtenção do visto de cidadão. No mês passado, 55 senadores democratas e 14 republicanos respaldam o projeto de mudanças da regulamentação sobre a imigração.

Nos Estados Unidos, a estimativa é que existam cerca de 11 milhões de imigrantes ilegais. Pelo texto, um estrangeiro que requer a cidadania norte-americana deve comprovar que mora nos Estados Unidos há 15 anos. Também há a proposta de aumentar a concessão de vistos para trabalhadores qualificados e definir uma autorização específica para os agricultores.

O ex-presidente George W. Bush reconheceu que o sistema de imigração federal precisa ser aperfeiçoado e atualizado. A partir de agosto, o projeto de reforma das leis migratórias será o principal tema de uma turnê do presidente norte-americano Barack Obama por quatro estados: Nevada, Novo México, Colorado e Flórida. Nessas região há um grande número de latinos e Obama obteve uma elevada votação nas eleições presidenciais.

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

*Com informações da agência pública de notícias de Cuba, Prensa Latina

Fonte:

Deixe um comentário