Estado Islâmico assume atentado que matou 12 em Berlim

Caminhão foi lançado contra multidão que fazia compras natalinas. Foto: reprodução/twitter

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou nesta terça-feira (20) o atentado contra uma feira natalina em Berlim, ocorrido ontem (19), segundo divulgou a Amaq, a agência de propaganda da organização. Um caminhão foi lançado na multidão, deixando 12 mortos e 48 feridos. 

“Um soldado do EI executou a operação de Berlim, em resposta aos apelos de visar cidadãos de países da coalizão internacional” que luta contra o EI, destacou a agência dos terroristas.

Qualificado de “ato terrorista” pela chanceler alemã, Angela Merkel, e realizado em um país que até agora não tinha sofrido atentados de grande magnitude, o ataque com um caminhão lembra, pelas circunstâncias, o cometido em Nice, no dia 14 de julho, data nacional da França, que celebra a queda da Bastilha.

Mais cedo, a polícia de Berlim informou que não tinha certeza de que o suspeito detido ontem, um paquistanês já libertado, fosse o verdadeiro autor do ataque.  “Na verdade, não é certo que se trate do motorista”, disse o chefe da polícia, Klaus Kandt, sugerindo que o verdadeiro responsável poderia estar foragido. “O suspeito nega”, tuitou a polícia, pedindo que a população permaneça vigilante.

} else {

Fonte:

Deixe um comentário