Estado de emergência no Egito

O presidente egípcio, o islamita Mohamed Morsy, declarou neste domingo estado de emergência em três cidades que estão sendo cenário de distúrbios, com dezenas de mortes, incluindo Porto Said, e pediu que a oposição dialogo a partir de segunda-feira.


As medidas de emergência, que incluem um toque de recolher, foram aplicadas a partir das 20H00 deste domingo em Porto Said, Suez e Ismailia por um prazo de 30 dias, afirmou Morsy, em uma mensagem difundida pela televisão estatal.


Seis pessoas morreram e mais de 600 ficaram feridas neste domingo em atos de violência em Porto Said durante os funerais dos 31 mortos nos confrontos da véspera.


Fonte: France Press

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário