Equador estuda conceder asilo a ex-agente da CIA

O ministro das Relações Exteriores do Equador, Ricardo Patiño, confirmou ter recebido pedido de asilo político de Edward Snowden, ex-agente do serviço secreto dos Estados Unidos (a CIA,) que revelou o monitoramento de telefonemas e uso da internet no país. O chanceler disse que o governo do presidente equatoriano Rafael Correa analisará o caso com brevidade, mas não mencionou datas.

Após suas revelações, Snowden fugiu para Hong Kong e, em seguida, para a Rússia. Em várias ocasiões, ele disse temer pela segurança pessoal e de sua família. O chanceler equatoriano informou que o governo do Equador agirá em relação ao ex-agente da CIA como fez com Julian Assange, fundador do site WikiLeaks, que está asilado na Embaixada do Equador no Reino Unido.

“O governo do Equador recebeu solicitação de asilo por parte de Edward Snowden”, publicou Patiño em sua conta na rede social Twitter.

Nos Estados Unidos, Snowden é acusado de espionagem por ter revelado ser a fonte responsável por filtrar informações sobre o programa secreto de vigilância eletrônica, mantido pelas autoridades norte-americanas. O caso provocou uma série de reações no país, envolvendo críticas e apoio. Segundo Snowden,os Estados Unidos mantêm um programa de monitoramento em nível mundial.

Ele disse ser impossível enfrentar um julgamento nos Estados Unidos, pois o governo norte-americano adotará todos os meios para condená-lo como traidor da nação. Anteontem (22), Assange fez um apelo internacional de solidariedade ao governo norte-americano.

Fonte:

Deixe um comentário