Eleitor enfrenta fila para regularizar título

Os eleitores do Distrito Federal que deixaram para a última hora a regularização do título estão enfrentando espera de mais de quatro horas nos cartórios eleitorais. O prazo para tirar o título e regularizar o cadastro eleitoral termina hoje (9) em todo o país. Esta quarta-feira também é a data final para transferir o domicílio, incluir nome social no título e pedir atendimento especial para deficientes nos dias da eleição.

O diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), Eduardo de Castro, alertou, entretanto, que as pessoas precisam ficar atentas ao horário de fechamento dos cartórios e para não deixar passar a senha. Nesta semana, o horário de atendimento nos cartórios, que normalmente é das 12h às 18h, foi estendido e está funcionando das 8h às 18h. “Quem pegar a senha e estiver dentro do cartório será atendido após as 18h, quem pegou a senha e saiu não pode mais voltar depois desse horário”, explicou Castro.

Segundo Castro, a maior demanda é de pessoas que querem transferir o domicílio eleitoral de outros estados para o DF e de adolescentes que vão votar pela primeira vez.

Quem perder esse prazo só poderá fazer as alterações após as eleições. Aqueles que não conseguirem transferir o domicílio eleitoral têm a opção de justificar o voto, mas os que ficarem com o título irregular não poderão votar, nem vão receber a certidão de quitação eleitoral, necessária para alguns procedimentos, como tirar passaporte e assumir vaga no serviço público.

O voto é obrigatório para os brasileiros a partir dos 18 anos e facultativo para jovens de 16 e 17 anos, maiores de 70 anos e analfabetos.

Deixe um comentário