É carnaval e o bloco da Segurança já está nas ruas

Secretaria de Segurança Pública e Paz Social reforça equipe para a segurança dos foliões

 

Secretária de Segurança Pública e equipe. Foto SSP/internet
Secretária de Segurança Pública e equipe. Foto SSP/internet

Com o desafio de conciliar segurança, diversão e silêncio, a Secretaria de Segurança Pública e Paz Social, SSP, reforçou a equipe para o período do carnaval. Numa ação conjunta com 26 órgãos do Governo do Distrito Federal, a SSP já desencadeou a Operação Carnaval.

São 7.500 integrantes da Agefis, Polícia Militar, Corpo do Bombeiros, Detran, Defesa Civil e Polícia Civil. Esse quantitativo é exclusivo para os eventos carnavalescos do período de 6 a 9 de fevereiro.

Considerando a Lei do Silêncio tão reclamada pelos moradores no período pré-carnaval, houve um acordo entre a SSP e os organizadores dos blocos, de tal maneira que as atividades se encerrarão às 22 horas. A partir desse horário começa a dispersão com tolerância de 1 hora, quando os foliões voltam para suas casas ainda cantando e tocando seus instrumentos. Essa foi a maneira encontrada para conciliar os interesses de partes bem diferentes, os que querem descansar e os que querem se “acabar até quarta-feira”.

Os maiores blocos como o Baratona, Galinho de Brasília, Pacotão e Raparigueiros, pelas características de seus percursos, se encerrarão às 23 horas com uma tolerância para a dispersão  até 1 hora da manhã. A previsão é que cerca de 150 mil pessoas participem desses blocos.

A segurança se fará presente em todo o DF, não só onde houver manifestações culturais próprias do período. As equipes que atuam diariamente em dias normais, continuarão pelas ruas da cidade e nas unidades operacionais. O Coronel Alexandre Sérgio, responsável pelas operações da PM, destacou que sua equipe administrativa foi reduzida para reforçar o apoio a população nas ruas. Ele também informou que, no período de 30 de janeiro a 24 de fevereiro, serão 81 eventos entre os pré-carnavalescos e os blocos no carnaval.

O Governo do Distrito Federal quer transformar esses eventos da cidade num marco entrando definitivamente no calendário do carnaval do país. Estão programados 56 blocos entre sábado e terça-feira, e a expectativa é de um milhão e meio de foliões. Para isso algumas vias terão seus percursos alterados e outras serão bloqueadas para os carros, informou o DETRAN.

O Comandante Geral dos Bombeiros, Coronel Hamilton Esteves, informou que suas equipes já estão em ação com um reforço de 452 militares de várias especialidades com seus equipamentos, inclusive macas e pranchas para imobilização, além de 88 viaturas com finalidades diversas. Os militares estarão em quarteto, formação composta por 2 generalistas (combate a incêndio e salvamento) e 2 especialistas em atendimento pré-hospitalar com equipamentos específicos.

O Chefe da Defesa Civil, Coronel Sergio Bezerra, lembra à população que, em caso de chuva, as pessoas não devem se abrigar debaixo das árvores. Destacou também que havendo alagamento ou mesmo uma baixa lâmina d`água, os foliões não devem atravessar pois podem existir buracos e outros perigos cobertos pela água. Informou ainda que todas as instalações estão sendo vistoriadas e haverá agentes fiscalizando durante os eventos.

A Agefis informou que não será permitida a venda de bebidas em garrafas de vidro e que vai monitorar o trabalho de ambulantes, que deverão ficar nos limites do evento. A venda de bebidas alcoólicas a menores também é proibida. A Vara da Infância e da Juventude, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, estará com agentes atuando também na fiscalização.

Os órgãos de fiscalização e segurança trabalharão juntos na Central Integrada de Comando e Controle Regional, CICCR, durante todo o carnaval num monitoramento ativo para que haja apenas alegria e diversão. Esse monitoramento também inclui o voo de helicóptero sobre as manifestações além das equipes nas ruas, destacou o Diretor Geral da Polícia Civil, Eric Seba.

A Secretária de Segurança Pública e Paz Social, Márcia de Alencar, destacou que “todos estão atuando juntos no sentido de assegurar um carnaval de alegria e paz para que todos os foliões possam curtir a festa. ”

Para que tudo corra bem foram feitas algumas recomendações:

 

– As crianças devem portar identificação com endereço e telefone, para contato caso se percam.

– Se for dirigir não consumir bebidas alcoólicas

– Não levar recipientes e garrafas de vidro, pois serão recolhidos

– Não levar objetos de valor como joias e câmeras, por exemplo.

– Levar apenas o dinheiro necessário e ser discreto no seu uso.

– Qualquer contratempo ou se sentir que está sendo observado ou seguido buscar um local mais seguro como estabelecimentos comerciais ou a própria polícia

– Evitar ficar sozinho e em espaços com pouca iluminação

– Em caso de fraturas, desmaios ou outros problemas, não mexer na vítima. Chamar um bombeiro ou ligar 193 e ,

– Em caso de furto ou qualquer ocorrência do tipo policial, entrar em contato imediato com as equipes de rua ou com a delegacia mais próxima.

Fonte:

Deixe um comentário