É campeão!

A torcida rubro-negra está em festa!
Na quarta-feira (27), o Flamengo conquistou o tricampeonato da Copa do Brasil ao vencer o Atlético (PR) por 2 a 0, gols de Elias e Hernane, o artilheiro da competição.Na semana anterior, os dois times haviam empatado em 1 a 1, o que dava aos cariocas a vantagem de jogar pelo 0 a 0 no Maracanã.
Com um elenco limitado, sem estrelas, parecia que o Flamengo teria um ano sem conquistas, principalmente após a goleada sofrida em casa para o próprio Atlético (PR) há dois meses. Naquele dia, em pleno Maracanã, o Fla abriu 2 a 0, tomou a virada, perdeu por 4 a 2 e o técnico Mano Menezes pediu o boné, alegando que “não consegui passar para o grupo aquilo que penso sobre futebol”.
Sem dinheiro para contratar um técnico famoso, o clube optou por uma solução caseira, e efetivou o então auxiliar Jayme de Almeida. Com seu jeito simples, Jayme uniu o elenco, e a partir daí tudo mudou. Sua maior preocupação era o risco de rebaixamento no Brasileirão. O Flamengo – cuja maior estrela é o veteraníssimo Leo Moura – engrenou, livrou-se da queda com relativa tranquilidade e termina o ano garantido na Copa Libertadores de 2014.
Outra equipe que vem surpreendendo nesse final de temporada é a Ponte Preta. Praticamente rebaixada para a segunda divisão do Brasileiro, a Macaca eliminou o São Paulo na semifinal da Copa Sulamericana (3 a 1 e 1 x 1) e chega pela primeira vez à final de um torneio continental.
No mesmo dia em que duas torcidas fizeram a festa, duas notícias tristes para o futebol brasileiro: morreu Nilton Santos, o maior lateral esquerdo da história, ídolo do Botafogo e bicampeão mundial nas Copas do Mundo de 1958 e 1962.
Em São Paulo, parte da estrutura metálica do Itaquerão – sede do primeiro jogo da Copa de 2014 – desabou e deixou dois operários mortos. É mais um incidente envolvendo o estádio, que custou R$ 1 bilhão, e ainda não foi concluído.

Deixe um comentário