Diploma estrangeiro

O governo estuda incluir estudantes brasileiros no sistema de validação de diplomas de medicina expedidos no exterior, o Revalida. A proposta tem o objetivo de verificar se o grau de exigência do exame de validação está muito elevado, já que o índice de aprovação tem ficado em torno de apenas 10%. Além de calibrar o teste, a inclusão dos estudantes formados no Brasil também é vista como um instrumento eficiente para fornecer um raio-X do desempenho dos alunos e das instituições brasileiras. Para isso, também está sendo discutida a possibilidade de aplicar o teste para estudantes do 2º e do 4º anos de medicina. A proposta foi apresentada em reunião dos ministérios da Educação e da Saúde com reitores de algumas universidades, há duas semanas.


Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), dos 782 candidatos que fizeram o exame em 2012, 77 (9,8%) foram aprovados. No ano anterior, dos 536 candidatos, apenas 65 (12,1%) passaram. Em 2010, a situação foi ainda pior: de 507 inscritos, só dois conseguiram validar o diploma emitido no exterior.


Fonte: Correio Braziliense

Sites e Blogs

Deixe um comentário