Dilma se diz indignada e alega não ter motivos para o impeachment

Dilma-02-12-2015-5

Logo após o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), anunciar que acolheu o pedindo de impeachment contra a presidente, Dilma convocou pronunciamento e atacou Cunha. A presidente negou ter feito “atos ilícitos. E ressaltou que não desviou dinheiro público, não tem contas no exterior e que não ocultou da opinião pública os bens que possui.

A presidente disse ainda que Cunha propôs uma barganha para permanecer na presidência da Câmara. E que espera com “tranquilidade” o “justo arquivamento do processo”.

Agora, o processo será analisado por uma Comissão Especial, composta por membros dos 28 partidos que integram o Congresso Nacional. Na esfera jurídica, o Partido dos Trabalhadores (PT) entrará com o pedido de arquivamento do processo no Superior Tribunal Federal (STF), alegando falta de provas.


Leia mais:


Dilma se diz indignada e alega não ter motivos para o impeachment


Governo não sabe como pagar diárias na conferência da ONU em Paris


Emprego na indústria acumula queda de 5,6% no ano


Fonte:

Deixe um comentário