Dilma quer parceria com prefeitos

 

O prefeito de Itajubá (MG), Rodrigo Riera (PMDB) foi um dos chefes de executivos municipais presentes no encontro, em Brasília.
O prefeito de Itajubá (MG), Rodrigo Riera (PMDB) foi um dos chefes de executivos municipais presentes no encontro, em Brasília.

 

Ao participar na terça-feira (23), em Brasília, da abertura do segundo Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável, a presidente Dilma Rousseff garantiu a mais de mil prefeitos presentes no auditório do Centro de Convenções Brasil XXI que o governo federal “continua propenso, disposto e interessado em parcerias” com as outras duas instâncias do executivo (estaduais e municipais).

Acompanhada pelo governador do DF, Agnelo Queiroz, e por vários ministros, além de deputados e senadores da base aliada no Congresso Nacional, Dilma Rousseff  mostrou que o governo federal investiu R$ 500 milhões em obras de saneamento em 2006, enquanto este montante chegará a R$ 40 bilhões em 2013.

“É justa a cobrança de melhor distribuição dos impostos entre a União, os estados e os municípios. E nós estamos trabalhando nesse sentido. Entretanto, é importante que os senhores prefeitos e governadores tenham a consciência de que precisam fazer a sua parte, principalmente reduzindo as despesas com o custeio da máquina pública e zelando pela correta aplicação dos recursos municipais e estaduais, além das transferências feitas pelo governo federal”, apelou.

O discurso da presidente da república sucedeu o pronunciamento do presidente da Federação Nacional dos Prefeitos (FNP), João Coser, que listou uma série de reivindicações dos chefes municipais. Entre elas, uma melhor repartição dos recursos públicos entre as três esferas de governo e mais investimentos na Saúde, principalmente para a contratação de médicos, inclusive profissionais formados no exterior.

Dilma disse que esta briga (a contratação de médicos estrangeiros), mesmo diante das resistências corporativas dos profissionais brasileiros, “é uma briga que vale a pena”. E respondeu que “o  fortalecimento do pacto federativo, com a melhor distribuição dos recursos entre União, estados e municípios é um compromisso do qual não me afastarei”.

“Precisamos manter um diálogo entre prefeitos, governadores e o governo federal. Só assim vamos conseguir crescer, incluir, conservar e proteger a população brasileira”, afirmou a presidente, reportando-se a uma frase cunhada durante a realização da Rio +20, no ano passado. “O desenvolvimento sustentável passa pelo investimento em cidades sustentáveis”, completou a presidente, sob aplausos da plateia.

O encontro dos prefeitos será encerrado nesta quinta-feira (25), com a posse do novo presidente da FNP, José Fortunati, prefeito de Porto Alegre, eleito, por consenso, na tarde desta quarta-feira. Ele contou com a “torcida” da presidente da República, de quem foi correligionário no PDT quando Dilma era secretária de Minas e Energia do Rio Grande do Sul.

 

Por Orlando Pontes

Deixe um comentário