DF paga a conta de municípios do Entorno

A chuva que apareceu insistente nas primeiras semanas do ano acabou se tornando um problema extra para boa parte dos prefeitos que assumiram seus mandatos nas cidades da Região Integrada de Desenvolvimento do Entorno do Distrito Federal (Ride). A água contribuiu para destapar buracos nas ruas, aumentar erosões, produzir goteiras e ajudar a deteriorar documentos e móveis em prédios públicos, além de enferrujar veículos e equipamentos. Mas a questão climática está longe de ser o único motivo para a dor de cabeça dos novos administradores. Nas cidades onde os prefeitos anteriores não foram reeleitos ou não fizeram sucessores, a situação é dramática. E os problemas da região vizinha têm impacto direto no Distrito Federal.

Os administradores que assumiram no início do ano dizem ter encontrado dívidas atrasadas, falta de dinheiro em caixa, municípios com restrições no Cadastro Único de Convênios (CAUC) e sem poder receber recursos públicos, rede de saúde e educação desestruturadas, além de maquinário sucateado. Situação que reflete, por exemplo, nos hospitais da capital do país. 

Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário