DF no ranking de assassinatos

Estudo mostra que o Distrito Federal está em 9º lugar no país no total de crimes cometidos por armas de fogo. No Brasil, diariamente, são 108 mortes dessa natureza

Armas apreendidas no DF: a cada mês, são registrados 54 homicídios nas regiões administrativas (Oswaldo Reis/Esp. CB/D.A Press - 22/11/10)
Armas apreendidas no DF: a cada mês, são registrados 54 homicídios nas regiões administrativas

Revólveres, pistolas, metralhadoras e fuzis tiram, diariamente, 108 vidas no Brasil. Entre as unidades da Federação, o Distrito Federal ocupa o 9º lugar, com uma média mensal de 54 homicídios por arma de fogo. Isso representa, em número de vítimas, a cada 30 dias na capital do país, duas chacinas de Newtown, em Connecticut (EUA), onde um atirador deixou 26 mortos. Ou quatro massacres de Realengo, no Rio de Janeiro, com saldo de 12 assassinatos. Sessenta por cento dos vitimados por morte violenta no país têm entre 15 e 29 anos. Em três décadas — de 1980 a 2010 —, quase 800 mil pessoas tiveram a vida ceifada por algum armamento letal.


Os dados fazem parte do Mapa da Violência 2013 — Mortes matadas por armas de fogo, estudo realizado pelo Centro Brasileiro de Estudos Latinoamericanos (Cebela) e pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso Brasil). Segundo a pesquisa, a taxa de homicídios por arma de fogo no país aumentou 178% em três décadas, passando de 7,3 mortes por 100 mil habitantes, em 1980, para 20,4, em 2010. Considerando apenas os jovens de 15 a 29 anos, esse crescimento é ainda mais avassalador. O índice subiu de 9,1 para 42,5 óbitos por 100 mil habitantes no mesmo período.

Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário