DF não terá pico de contágio da covid-19

O Distrito Federal não terá um pico de contaminação e óbitos causados pelo novo coronavírus. A avaliação é do médico infectologista Eduardo Hage, chefe da Subsecretaria de Vigilância à Saúde, da Secretaria de Saúde, ao analisar dados sobre a covid-19 nas últimas duas semanas compilados pela Companhia de Desenvolvimento do Planalto Central (Codeplan).

De acordo com o especialista, que é uma das pessoas que o governador governador Ibaneis Rocha (MDB) tem como referência para se orientar sobre as medidas de reabertura das atividades econômicas na capital da República durante a pandemia, o DF chegou a uma espécie de “platô”, que deve durar de 15 a 20 dias, antes de começar o processo de queda dos índices.

Os dados apurados pela Codeplan estão sendo fechados e avaliados pelo infectologista. Mas a tendência dos números já chegou ao conhecimento do governador Ibaneis Rocha e do Gabinete de Gestão de Crise, o que tem embasado as decisões do cronograma de retomada das atividades no Distrito Federal.

Deixe um comentário