DF é destaque na erradicação do analfabetismo

Centenas de moradores de Samambaia comemoraram, no domingo (30), os dois anos do programa “DF Sem Miséria”, com destaque para os investimentos na erradicação do analfabetismo no Distrito Federal. A atividade integra a programação do último dia do “GDF Junto de Você” na cidade.

 

“Comemorar dois anos de um programa como esse, entendo que seja motivo de alegria não só para o governo, mas para a nossa comunidade. Celebramos também hoje a consolidação do programa ‘Alfa’ e o “GDF Junto de Você” serve justamente para isso: para comemorarmos e também saber das necessidades da população”, lembrou o governador em exercício, Tadeu Filippelli.

 

Por meio do Bolsa Alfa, o “DF Sem Miséria” destina R$30 por pessoa da família para incentivar a participação no “DF Alfabetizado”. O benefício é creditado junto com o valor do Bolsa Família.

 

Segundo o secretário de Educação, Marcelo Aguiar, o Distrito Federal se tornou referência em todo o país no segmento de alfabetização. Somente no ano passado, conforme informou o titular da pasta, mais de 10,5 mil pessoas foram alfabetizadas. Atualmente, 187 turmas estão em pleno andamento no DF, cinco delas em Samambaia.

 

“Temos um grande motivo de alegria e orgulho, que é já termos superado o índice que o Ministério da Educação coloca para cada unidade da Federação alcançar em alfabetização. Esse índice é estipulado em 90%, mas nós, com todo o incentivo, já alcançamos 97,5%. Hoje, o MEC [Ministério da Educação] paga R$ 400 para um educador. Nós dobramos este valor aqui no DF”, lembrou Aguiar.

 

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda, Daniel Seidel, o “DF Alfabetizado” é um dos destaques do DF no campo da inclusão social. Ele ressaltou que o legado dessa ação é imensurável: “A educação ninguém rouba de nós, ela é a melhor forma de superarmos a miséria”, acrescentou.

 

Com todos os investimentos feitos na área, o DF atingiu a marca de 2,5% de analfabetos. Uma das pessoas que fazia parte dessa parcela e que hoje está livre é a dona de casa Maria de Fátima Alves da Silva, 58 anos, que fez a capacitação do GDF e neste domingo recebeu o certificado de conclusão de curso.

 

“Esse certificado é uma bênção para mim. Representa tudo na minha vida. Não consegui estudar quando era pequena e, com nove anos de idade, tive que sair da casa dos meus pais para trabalhar. Depois, me casei, criei meus filhos e agora que já estão casados aproveitei essa oportunidade. Agora, quero fazer informática”, planejou a dona de casa.

Fonte:

Deixe um comentário