DF digitaliza 34 mil documentos sobre o passado

Conhecer a história de Brasília é fundamental para fortalecer a característica candanga. A região onde a capital do país foi erguida há cinco décadas era ocupada há mais de 200 anos. Para preservar a história brasiliense, o Arquivo Público do Distrito Federal deu início ao projeto Documento Goyaz. Por meio dele, papéis de diferentes locais do Brasil com menção à história antiga do DF estão sendo identificados, recuperados e digitalizados.


Em 16 de janeiro, o órgão concluiu a primeira etapa do trabalho e entregará ao fórum de Planaltina de Goiás, nesta semana, cópia de cerca de 34 mil pastas com informações sobre 25 fazendas desapropriadas para a criação da nova capital. As terras pertenciam ao município goiano, também conhecido como Brasilinha. Em março, os mapas ficam prontos.


A expectativa é de que, até o fim de 2013, sejam digitalizados documentos e mapas de outros dois municípios: Luziânia e Formosa. Além de Brasilinha, as cidades goianas cederam a terra onde Juscelino Kubitschek fundou Brasília. 


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário