Detran multa, mas não consegue zerar fila por licenciamento 2016 no DF

 
Posto do Na Hora na Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília, teve longas filas para retirada de licenciamento de veículos (Foto: Luiza Garonce/G1)
Posto do Na Hora na Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília, teve longas filas para retirada de licenciamento de veículos (Foto: Luiza Garonce/G1)

 

Moradores do Distrito Federal voltaram a enfrentar longas filas e escassez de senhas de atendimento no começo desta semana, em busca do licenciamento atualizado de veículos. O prazo para retirar o documento acabou na sexta (30) e, desde então, pelo menos 72 veículos já foram apreendidos em blitzes do Detran.

A grande quantidade de acessos nos sites da Secretaria de Fazenda – para quem precisava quitar débitos – e da Secretaria de Justiça – para emitir o documento nos postos do Na Hora – provocou instabilidade no sistema. Com isso, mesmo motoristas que estão com toda a documentação em dia voltaram para casa sem o licenciamento do veículo.

O cenário ficou ainda mais complicado após uma paralisação relâmpago de funcionários do Detran, na última sexta – dia que marcava o fim do prazo para a regularização. Os servidores pedem reajuste salarial de 5% sobre os salários, que variam de R$ 3,5 mil a R$ 7 mil iniciais, e correção dos benefícios.

 

Problemas
De acordo o gerente do Na Hora da rodoviária do Plano Piloto, Alexandre Oliveira, o sistema informacional da Secretaria de Fazenda, que repassa dados sobre pagamento de IPVA e multas, caiu por volta das 15h30 desta segunda-feira (3). Desde então, a velocidade de emissão dos documentos quitados estava irregular, porque o Detran não está conseguindo acessar as informações de todos os veículos.

 

Posto do Na Hora na Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília, registrou longas filas nesta segunda-feira (3); documento já é cobrado desde o dia 1º de outubro (Foto: Luiza Garonce/G1)
Posto do Na Hora na Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília, registrou longas filas nesta segunda-feira (3); documento já é cobrado desde o dia 1º de outubro (Foto: Luiza Garonce/G1)

“Eles [a Fazenda] estão tentando resolver isso e, quando atualizam o sistema, os dados de algumas placas aparecem aqui pra gente”, afirma o gerente. Segundo ele, quem foi chamado e não conseguiu receber o documento por falha no sistema pode buscar o CRLV nesta terça (4). “Nós estamos anotando o nome de todo mundo que não consegue para tentar imprimir [o documento] quando o sistema voltar”, diz o gerente.

Para que os documentos estejam prontos e os atendimentos incompletos não acarretem em atrasos na terça-feira, cinco funcionários do Na Hora fariam hora extra para tentar emitir o máximo de CRLVs nesta noite, afirmou Alexandre.

A Secretaria de Fazenda informou que as pessoas não precisam ir aos postos do Na Hora ou às agências da Receita Federal sem tentar emitir o boleto pelo site da secretaria. A pasta é responsável por cobrar o imposto e por anunciar o calendário anual de cobranças – a impressão prévia dos boletos junto ao pagamento no BRB é recomendada pela secretaria.

Perdi o trabalho em todos os quatro dias que vim no Na Hora”
Rosângela Souza, secretária

O Detran encerrou a distribuição de senhas às 16h20. De acordo com uma funcionária que trabalha na recepção, foram retiradas 636.

Revolta
A secretária Rosângela Souza esteve no Na Hora pela quarta vez desde a última semana. “Perdi o trabalho em todos os quatro dias que vim no Na Hora.” Ela afirma ter pago o IPVA e todas as taxas do carro há dois meses, mas o documento não chegou em casa. 

Nesta segunda, ela retirou a senha por volta das 15h e cerca de uma hora depois havia 100 pessoas para serem chamadas antes dela. “Estão tratando todo mundo mal. Dizem que não temos o que fazer para estar aqui.” Rosângela afirma que algumas pessoas estavam sendo beneficiadas por funcionários.

O gerente do posto negou que haja pessoas “furando a fila”. “A pessoa tem que estar no ato do recebimento. Tem que checar a identidade, a CNH e tem que assinar o documento”, afirma. A retirada do CRLV por terceiros só pode ser feita mediante procuração.

 

“Hoje eu tirei o dia todinho pra fazer isso”, afirma o pizzaiolo Antônio Josué. Ele diz ter pago a última multa da motocicleta na quinta (29). “Fui no Na Hora do Gama no domingo umas 8h e já não estavam mais distribuindo senhas.”

Denise Figueiredo também esteve no posto mais de uma vez para retirar o CRLV. “Vim sexta, sábado e hoje. O atendente me perguntou se eu tinha pago ontem, mas não interessa quando paguei, eu tenho que receber”, afirma a dentista. Ela diz que chegou ao Na Hora por volta das 14h, quando foi informadas que as senhas não estavam sendo distribuídas. “Eu fiquei esperando liberar e uma senhora que desistiu me deu a senha dela.”

 

O auxiliar de serviço gerais Mário César Gomes diz ter sido mal informado pelos funcionários do Na Hora da Rodoviária, em Brasília (Foto: Luiza Garonce/G1)
O auxiliar de serviço gerais Mário César Gomes diz ter sido mal informado pelos funcionários do Na Hora da Rodoviária, em Brasília (Foto: Luiza Garonce/G1)

 

“Os atendentes estão mentindo lá na frente [na recepção]”, afirma Mário César Gomes, auxiliar de serviço gerais. Ele diz ter sido mal informado pelos funcionários do Na Hora quando chegou, às 13h30, e não havia mais senhas. “Ao invés de explicarem a falha no sistema e dizerem que algumas pessoas estavam conseguindo tirar o documento e outras não, eles disseram que não adiantava esperar.”

Segundo ele, uma “confusão” provocada pelo filho de uma senhora de 80 anos teria pressionado pela reabertura das senhas. “Por causa dela, acabaram tendo que liberar para mais gente”, diz. Por volta das 16h, havia 80 pessoas na frente dele.

A Secretaria de Fazenda afirmou que o calendário do IPVA é disponibilizado para os contribuintes de março a abril, cerca de um mês antes da cobrança, e que boletins são enviados para as residências dos mesmos, que tem a “obrigação de manter o cadastro atualizado junto ao Detran-DF e à Secretaria de Fazenda”.

De acordo com a pasta, existe uma parcela da população que deixa o pagamento “para a última hora” e que os servidores ficam congestionados para a emissão de 2ª via, que, em horários de pico, podem apresentar instabilidade.

} else {

Fonte: ,

Deixe um comentário