Desembargador manda soltar Henrique Eduardo Alves

O desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), Ney Bello, concedeu habeas corpus ao ex-deputado Henrique Eduardo Alves (MDB), derrubando prisão preventiva. Henrique Alves, ex-ministro do Turismo, vai cumprir o restante da pena em regime domiciliar por ter contra si dois mandados de prisão: o da Operação Sépsis, que investiga supostos desvios na Caixa; e um da Operação Manus, que apura pagamento de propina na construção do estádio Arena das Dunas, em Natal (RN).

Em fevereiro passado, o juiz federal Francisco Eduardo Guimarães, da 14ª Vara Federal no Rio Grande do Norte havia convertido a prisão do emedebista em domiciliar no âmbito da Operação Manus. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Deixe um comentário