Deputado ficha-suja assume presidência da Assembleia

Tucano Celso Giglio, que teve contas reprovadas quando foi prefeito de Osasco, vai comandar Casa por uma semana durante licença de Barros Munhoz

Jean-Philip Struck
Celso Giglio

Giglio foi impedido de assumir a prefeitura de Osasco (Divulgação/site celsogiglio.com.br)
A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) está sendo presidida por um político ficha-suja desde o dia 19 de janeiro. O deputado estadual e vice-presidente da Assembleia, Celso Giglio (PSDB), que no ano passado teve a candidatura a prefeito de Osasco barrada pela Lei da Ficha Limpa, assumiu depois que o titular, Barros Munhoz (PSDB), pediu licença do cargo. 
Giglio deve ficar na presidência até o próximo sábado, 26 de janeiro. Nesse período, ele deve representar a Assembleia em eventos como o aniversário de São Paulo, nesta sexta-feira.
O deputado foi incluído numa relação de fichas-sujas por causa da sua atuação como prefeito de Osasco – ele governou a cidade da região metropolitana de São Paulo duas vezes entre 1993 e 2004. No último ano da sua passagem pela prefeitura, Giglio teve as contas reprovadas pela Câmara Municipal e pelo Tribunal de Contas do Estado, que o acusaram, entre outras irregularidades, de não cumprir a lei de Responsabilidade Fiscal.
Fonte: Veja Online
Extratos dos Jornais

Deixe um comentário