Depoimento de uma ex-médium

O texto a seguir foi extraído do livro “Entrevistas com os espíritos”, de Vera Lúcia Marinzeck/Antonio Carlos. E revela a importância de a pessoa seguir os passos dos compromissos assumidos antes de reencarnar. Isto é possível descobrir pelo que chamamos de intuição.

Antônio Carlos – Você dá cursos para espíritos que querem reencarnar e ter mediunidade. Qual é o maior receio de seus alunos?

Maria Aparecida – A maioria receia ignorar a mediunidade. Muitos sentem receio de se envaidecerem, e outros, de se melindrarem. Tento, com entusiasmo, orientá-los.

Antonio Carlos – Você gostou de ser médium?

Maria Aparecida – Gostar é pouco. Amei. E sou profundamente grata a Deus pela mediunidade.

Antonio Carlos – Por quê?

Maria aparecida – Pelo aprendizado que tive. Foi pela mediunidade que procurei saber o que ocorria comigo e, para saber, estudei e voltei desta reencarnação com uma boa bagagem de conhecimentos, meus tesouros. E fiz o bem.

Antonio Carlos – Você pediu para ser médium antes de reencarnar?

Maria Aparecida – Pedi, planejei e me preparei.

Antonio Carlos – Se a tivesse ignorado, o que acha que lhe teria acontecido?

Maria aparecida – Com certeza, o excesso de energia me incomodaria, talvez adoecesse, e meu espírito, tendo planejado fazer algo e vendo o tempo passar sem fazê-lo, se entristeceria. Teria sido infeliz.

Antonio Carlos – O que você gostaria de dizer aos médiuns?

Maria aparecida – Não se melindrar se for chamada sua atenção sobre uma ação. Orar, meditar e, se no íntimo sentir que o outro está certo, ter a coragem de mudar. Se a repreensão for indevida, que a ignore sem ofender. Tenho visto muitos médiuns, meus ex-alunos, não aceitarem bons conselhos e acatarem os ruins. E, infelizmente, alguns deixam de ser produtivos porque não conseguem fazer o que queriam. Também não fazem o que lhes foi aconselhado,  ou seja, nada fazem. Várias pessoas, lamentavelmente, procuram defeitos naqueles que realizam o bem. Até o sol tem manchas! Por que não teria a pessoa que está tentando ser útil? Se cada um se conscientizar de que precisa melhorar, que é somente por meio de seus passos que caminha para o progresso, o mundo melhoraria. Não se melindrem, não se envaideçam e façam, porque somente fazendo poderão dizer um dia: Feito! Cumpri com minha obrigação.

Agradeci e recebi um abraço carinhoso.

Fonte:

Deixe um comentário