Delegados do DF jogam toalha e aderem a atendimento 24h

assembleia_sinpol
Policiais civis do DF acompanham assembleia nesta segunda (17), em frente ao Departamento de Polícia Especializada da corporação, no Parque da Cidade (Foto: Mateus Vidigal/G1)

 

A ordem de aumento da carga horária foi da direção-geral da corporação e visa ampliar o funcionamento das delegacias regionais. A decisão visa que 11 unidades estejam abertas 24 horas por dia. As outras 20, funcionarão entre o intervalo de 9h e 19h.

Para o presidente do Sindicato dos Delegados (Sindepo), Rafael Sampaio, “as questões jurídicas estão sendo levadas em consideração para que essa decisão seja tomada”. Ele ainda afirma que os delegados são contra a ampliação, mas por lei se veem obrigados a cumprir a determinação da justiça.

Em contrapartida, o Sindicado dos Policiais Civis (Sinpol) informou que os agentes de polícia vão continuar descumprindo a determinação da direção-geral. “O déficit que enfrentamos é insustentável”, afirmou a categoria relembrando que a carência da corporação é de 50%.

 

Entenda – Antes da manifestação, todas as 31 delegacias funcionavam em regime ininterrupto durante a semana, ou seja, 24h. O acúmulo de funções do pessoal foi o estopim da discussão. No dia 14 de setembro, a Polícia Civil determinou que 21 delegacias fechassem as portas entre as 19h e 21h. As unidades não tinham equipes completas com delegados, escrivães e agentes. O Ministério Público entrou na briga e no dia 24 de setembro deu prazo de 10 dias para que o GDF retomasse o funcionamento normal das unidades.

 

 

*Com informações da Agência G1 DF

}

Fonte:

Deixe um comentário