Defesa Civil do DF faz operação para vistoriar enfeites de Natal em centros comerciais

Operação São Nicolau vai até 16 de dezembro. Foto: André Borges/Agência Brasília

 

 

Para vistoriar instalações elétricas e enfeites natalinos em áreas de grande circulação de pessoas, como centros comerciais e monumentos públicos, a Defesa Civil do Distrito Federal está realizando a operação São Nicolau. No primeiro dia, os agentes visitaram um shopping do Guará, terça-feira (28)  e verificaram o sistema de segurança da iluminação e o material com que são feitos os adereços de Natal. Além disso, garantiram que a neve artificial produzida com água não apresenta risco de causar pane ou choques elétricos.

A equipe foi chefiada pelo coordenador de Operações da Defesa Civil, tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Militar Sinfrônio Lopes. “No caso deste shopping, os riscos são mínimos, porque eles usam um material de qualidade, com a supervisão de um engenheiro eletricista.” Segundo Lopes, a documentação das montagens também é vistoriada. Com isso, constata-se se foram supervisionadas por um profissional de arquitetura ou de engenharia elétrica ou civil.

Chuvas

Se encontrada alguma irregularidade, ela deve ser corrigida imediatamente. Quando isso não for possível, o estabelecimento tem até cinco dias para apresentar provas de que reparou o erro. De acordo com a Defesa Civil, desde o início da operação, há cinco anos, nunca foi preciso fazer uma interdição em nenhum centro comercial.

No começo, uma média de 33% das lojas verificadas apresentava desconformidades. “De três anos para cá, não foi preciso emitir nenhuma notificação”, disse o coordenador. A operação é feita por cinco agentes: duas duplas formadas por um bombeiro e um engenheiro e um supervisor. O nome — São Nicolau — faz referência ao santo que distribuía presentes a crianças e, por isso, foi associado à figura do Papai Noel.

As vistorias devem ocorrer até 16 de dezembro, em aproximadamente 50 comércios do DF.

Enfeites nas casas

Para os moradores preocupados com a segurança na hora de adornar a casa, a Defesa Civil publicou uma lista de orientações no site.

O tenente-coronel Lopes alerta que as crianças requerem mais atenção. “O maior índice de ocorrências é com aquelas que ajudam a montar a árvore. Elas engolem enfeites pequenos, ou uma peça de vidro quebra e machuca.”

 

Deixe um comentário