As polêmicas férias

Janeiro, mês muito esperado por muitos brasileiros! Tradicionalmente, é período de recesso escolar, e muitos pais e mães tentam ajustar as folgas no trabalho para aproveitar com as crianças! Nossa rotina atualmente é tão atribulada que qualquer minuto vivido com nossos entes queridos torna-se extremamente precioso! Em outras palavras: é hora de aproveitar as férias!

Aliás, você já pensou em quantas dúvidas linguísticas existem em torno do vocábulo “férias”? Vamos discutir algumas!

Primeiramente, “férias” é um substantivo feminino e plural! Portanto, correto é dizer “as minhas férias estão marcadas para janeiro”. Claro que você, cidadão pensante, sabe que a situação gramatical é diferente caso diga “O meu período de férias está marcado para janeiro”, pois agora a concordância se dá com o substantivo “período”, que é masculino e singular. Segundo o renomado dicionário Houaiss, existe sim a forma singular, féria, que significa “dia de repouso, feriado”. Portanto, férias seria o conjunto de dias, “o período de descanso a que têm direito empregados, servidores públicos, estudantes etc”. (definições retiradas do dicionário acima citado).

Outra dúvida comum é: “estou em férias” ou estou “de férias”? Segundo gramáticos, as preposições “em” e “de” podem introduzir situações temporais, o que torna as duas opções corretas (e essa é, para mim, a definição mais adequada para esse fenômeno). Mas, em torno desse assunto, você encontrará diversas opiniões, baseadas em análises gramaticais diferentes. Algumas, baseadas na história da língua; outras, inspiradas no tipo de verbo a que se relaciona a expressão. Como essas polêmicas pouco resolvem a vida do usuário da língua (e elas só existem porque pouco se pensa no papel que a preposição possui em construções assim), ratifico: as duas opções são corretas!

Agora, meu conselho maior: se você pode, aproveite suas férias (estando você “em férias” ou “de férias”! Curta os deliciosos dias do verão brasileiro ao lado daqueles que te fazem bem!

Fonte:

Deixe um comentário