De Brasília para o mundo

Cresce a procura dos estudantes por intercâmbios. Chega à cidade a maior feira da América Latina

Depois de passar por Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro, desembarca em Brasília a maior feira de intercâmbio da América Latina. A EduExpos será no dia 20 de março, no Centro de Convenções do Brasil 21. A feira reúne agências e algumas das principais instituições de ensino do exterior. Os expositores estão disponíveis para tirar dúvidas sobre cursos de idiomas, high school, graduação, pós-graduação e MBA. A entrada é gratuita pelo site http://edufindme.com/expo/br?partner=deboafb#/home

Lara Gonçalves, estudante de agronomia da UnB, participou da última edição da feira que aconteceu em Brasília. Ela conta que acha válida a oportunidade de conhecer diferentes roteiros e interagir com pessoas que já passaram pela experiência de um intercâmbio. “A maioria dos estudantes sonha em fazer um intercâmbio, aprender uma nova língua e adquirir experiência de vida. Poder conversar com pessoas especializadas no assunto, fazer orçamentos e planejar sua viagem em um só lugar é muito bom. Adorei a feira”, afirma.

Até 2015, o mercado de intercâmbio deve crescer 40%, segundo estimativa da Associação Brasileira de Organizações de Viagens Educacionais e Culturais (Belta). Somente no ano passado, cerca de 202 mil brasileiros fizeram intercâmbio de idioma, uma alta de seis vezes nos últimos 10 anos.

Cursos econômicos atraem mais brasileiros ao exterior

Um dos motivos apontados pela diretora da Feira, Daniela Ronchetti Perkins, para o notável aumento da procura por cursos no exterior é a crise que atinge a Europa e está barateando este tipo de investimento. “Hoje, os programas não se limitam apenas às classes A e B. Jovens e adultos da classe C já conseguem vivenciar a experiência de estudar fora do Brasil. Existem opções de cursos na Europa (por um ano, sem hospedagem e passagem aérea) por valores de R$ 2 mil a R$ 4 mil, em média.

“O segmento nunca esteve tão aquecido e com tantas ofertas para atender os mais diversos bolsos”, relata Daniela, que espera um procura ainda maior para os próximos três anos. “A nossa expectativa é de que nos próximos três anos mais de 500 mil brasileiros busquem cursos no exterior nas áreas de graduação, pós-graduação e, principalmente, de línguas estrangeiras nos mais diversos países. Para este ano, acreditamos que os investimentos no setor atinjam R$ 5 bilhões (incluindo gastos com passagens, hospedagens e cursos)”.

EDUEXPO-Divulgação

Fonte:

Deixe um comentário