DataFolha mexe com Bolsonaro

A pesquisa DataFolha publicada na sexta-feira (14) mexeu com Jair Bolsonaro. Pela manhã, o Presidente tuitou: “verdade, meia verdade ou fake news?”. E compartilhou o levantamento em que obteve a melhor avaliação desde o início do mandato (37% consideram o governo ótimo ou bom). No anterior, eram 32%.

Rejeição – O DataFolha ainda identificou queda na rejeição: 44% consideravam a gestão ruim ou péssima em 23 e 24 de junho e agora são 34% entre os 2.065 entrevistados nos dias 11 e 12 de agosto. A avaliação regular oscilou para 27%, ante os 23% de junho, no limite da margem de erro de 2%, para mais ou para menos.

Agenda – A análise é de que a melhora nos índices de popularidade coincide com algumas mudanças de atitude. Bolsonaro reduziu as aparições no cercadinho do Alvorada, abandonou a tática de confronto com os outros Poderes e com a imprensa e adotou a agenda positiva de entrega de obras pelo País.

Auxílio – Mas uma coisa é certa: o núcleo duro bolsonarista está convencido de que o auxílio emergencial de R$ 600 é o maior responsável pela aprovação do governo, especialmente no Nordeste. Portanto, Paulo Guedes terá de se virar para arrumar dinheiro – cortes nas demais áreas? – para incrementar o programa, mesmo após a pandemia do novo coronavírus.

Deixe um comentário