Dança das cadeiras no GDF

O governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciou várias mudanças no primeiro e segundo escalões durante a semana. Os ajustes visam dar nova dinâmica ao governo, acomodar aliados e preparar a chapa com que tentará se reeleger em 2022.

O superintendente Thales Mendes Ferreira foi confirmado terça-feira (21) titular da recriada Secretaria do Trabalho, que sai da aba da Educação. Esta continua sob a batuta de João Pedro Ferraz, amigo do chefe do Executivo.

Lucilene Maria Florêncio de Queiroz foi removida da secretaria adjunta de Saúde para a superintendência da Região

Oeste. O ex-secretário de Atenção Integral à Saúde, Ricardo Tavares, fica com sua vaga. Seu antigo posto será ocupado por Moema Liziane Silva Campos.

A troca mais significativa, do ponto de vista de projetos futuros, foi na Terracap. Ibaneis mandou sua chefe de gabinete, Kaline Gonzaga, para a Diretoria de Novos Negócios da estatal, a agência imobiliária do governo.

O ex-diretor, Sérgio Nogueira, foi realocado na diretoria administrativa da Biotic, comandada por Gustavo Dias Henrique. Kaline Gonzaga recebeu a missão de dar agilidade a projetos considerados estratégicos pelo governador.

Na lista das atribuições de Kaline estão as parcerias público-privadas do Autódromo, Parque Audiovisual, Centro Esportivo de Brasília, Aeroporto Executivo, Centro Comercial Noroeste e a Usina Solar Fotovoltaica.

Kaline cuidava da agenda de Ibaneis desde a campanha eleitoral. Para substituí-la foram escaladas as advogadas Juliana e Ana Paula.

Na quarta-feira, surgiu o nome do empresário Francisco Assis Silva como futuro administrador de Águas Claras. A especulação foi grande, mas até sexta-feira (24) não havia sido publicado no Diário Oficial.

Ex-presidente da Federação das Associações Comerciais do DF, Chicão esteve cotado para assumir a regional de Taguatinga em 2019. A então administradora, Karolyne Guimarães, iria para Águas Claras. A composição atenderia o deputado Agaciel Maia (PR). Mas Ney Robsnthon se segurou no cargo com a ajuda de sua madrinha política, Rose Rainha. A conferir.

Quem anda se movimentado por Águas Claras é a distrital Jaqueline Silva (PTB). Quinta-feira (23) participou de um jantar organizado pelo empresário Rubens Costa, o Rubinho, para prestar contas de seus projetos para a cidade.

A prioridade dos moradores é a construção de uma Unidade Básica de Saúde. Ela garantiu que o projeto está em fase final e em breve será licitado. Prometeu destinar emendas. Presente ao encontro, Chicão se prontificou a aplicar os recursos. Falta combinar com os russos.

A base eleitoral de Jaqueline é o Gama. No entanto, lá, a preferência do Buriti é pela ex-administradora regional, Juliana Navarro, que anda se movimentando para conquistar votos em 2022. Por enquanto, o dono do pedaço é o distrital Daniel Donizet (PSDB).

Deixe um comentário