Cuba mostra para o mundo o seu potencial turístico

Valter Xéu (*)

Durante quatro dias, centenas de operadores do turismo e 174 jornalistas de vários países conheceram os novos atrativos turísticos de Cuba em cidades como Holguín (sede do evento), Barracoa, Santiago de Cuba e Guantánamo, onde está instalada, de maneira ilegal (para os nativos e para alguns organismos internacionais), a prisão militar dos Estados Unidos.

Com operadores de turismo de várias partes do mundo, em evento dedicado à Alemanha, Cuba realizou a FITCUBA 20017 – Feira Internacional de Turismo. O evento deste ano foi na província de Holguín, no oriente do país, mostrando as estratégias do setor de apresentar outros sítios turísticos para o mundo, depois de Havana, Varadeiro, Cayo Largo e Cayo Coco.          O grupo de jornalistas convidados visitou localidades como o Cayo Saetia, perto de Guardalavaca, na província de Holguín, navegando por mais de uma hora de catamarã num ambiente de total interação com a natureza.

No percurso de Holguín para Santiago de Cuba (que nada tem a ver com o de Compostela), os jornalistas conheceram, na localidade de Birán, a fazenda onde nasceu Fidel Castro, hoje transformada em monumento nacional. Lá estão dezenas de fotos de Comandante ainda criança, os restos mortais dos pais, avós e alguns dos seus irmãos e irmãs.

Ainda estão preservados a árvore onde Fidel gostava de sentar e ler, o trator que ele gostava de dirigir, seu quarto e o escritório que o seu pai, o espanhol Angel Castro, mandou construir para receber Fidel depois de formado em Direito e que ele nunca usou.

De Brian, seguindo pela rodovia, chega-se a Santiago, onde são obrigatórias visitas à Catedral de Nossa Senhora da Assunção, ao Quartel de Moncada e ao Cemitério Santa Efigênia. Ali, repousam os restos mortais de figuras ilustres da vida cubana como José Marti, os caídos no ataque ao Quartel de Moncada, os internacionalistas cubamos que lutaram na África pela independência de vários países e o túmulo de Fidel, o mais visitado. Lá está, também, o de Emilio Bacardi, fundador da Ron Bacardi.

Uma ótima opção para o almoço é o restaurante do Bale Tropicana, antes do pernoite no Hotel Melia, de Santiago, o mais chique da província. No dia seguinte, após o café, o destino é a província de Guantánamo. No trajeto de Santiago até lá fomos, vale apreciar a famosa Sierra Maestra, que tem mais de 300 quilômetros de extensão.

Em Guantánamo, por motivos óbvios, nada de visitação ou mesmo aproximação à prisão estadunidense. Até mesmo avistá-la é difícil, apesar dos potentes binóculos à disposição de todos.

Baracoa – Uma cidade colorida e rica de tradições e que figura como a mais antiga de toda a América, fundada em 1515 pelos espanhóis. Esta lá uma cruz deixada por Cristóvão Colombo, hoje guardada na catedral local. Baracoa é fantástica, rica de historias, e quem a visita se encanta com a amabilidade do seu povo e com a beleza do seu casario, que apesar de simples – como a grande maioria das moradias em Cuba – deslumbra o visitante pelo seu conjunto arquitetônico colonial.

A FITCUBA de 2018 será em Cayo de Santa Maria, e dedicada ao Reino Unido cujo numero de turistas cresce em Cuba a cada ano. Caio de Santa Maria possui uma rede hoteleira de nível internacional como Melia e Iberostar e outras.

Em 2016, o número de turistas estrangeiros em Cuba passou de 4 milhões. A expectativa é de que ultrapasse os 5 milhões em 2017. Os canadenses são imbatíveis, com um milhão e meio de “enviados” a Cuba. A maioria deles prefere as praias de Varadero. A explicação para isso é que o tempo de voo do Canada para Varadero é de três horase meia. Como o país é frio na maior parte do tempo, eles curtem as praias de Varadero, onde é verão o ano todo.

O número de brasileiros em Cuba é muito menor do que o de argentinos, venezuelanos, colombianos, mexicanos e chilenos.

 

(*) Valter Xéu e os 173 jornalistas participaram da FITCUBA 2017 na condição de convidados do Ministério do Turismo de Cubadocument.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);

Fonte:

Deixe um comentário